quinta-feira, 6 de outubro de 2016

Custo da cesta básica cai em Itabuna e Ilhéus

A cesta básica em Itabuna passou a custar R$ 348,19 no mês de setembro, uma redução de 0,18% em relação ao mês anterior. Dos 12 itens que compõem a cesta básica, o tomate registrou o maior aumento de preço (19,44%), seguido por arroz (5,44%), açúcar (4,61%), carne (3,20%), farinha (1,11%) e leite (1,78%). O café não apresentou variação de preço. 

A banana da prata foi o item que apresentou maior queda de preço (18,61%), seguido por feijão (6,61%), óleo de soja (3,79%), manteiga (3,01%) e pão (1,9%). O tempo de trabalho despendido para adquirir a cesta básica em Itabuna foi de 87 horas e 4 minutos, com comprometimento de 43,01% da renda - para um trabalhador que recebe um salário mínimo líquido de R$ 809,60, descontando-se 8% de contribuição previdenciária do salário bruto de R$ 880,00 - para adquirir os 12 itens da cesta. Em Ilhéus, a cesta passou a custar R$ 367,25 no mês de setembro, uma redução de 1,83% em relação ao mês anterior. 

Dos 12 produtos que compõem a cesta básica, seis tiveram seus preços reduzidos, foram eles: banana da prata (20,40%), açúcar (5,92%), feijão (5,22%), manteiga (1,31%), pão (1,05%) e óleo de soja (0,53%). Em contrapartida, os outros seis: tomate (14,80%. Em setembro, o tempo de trabalho despendido para adquirir a cesta básica em Ilhéus foi de 91 horas e 49 minutos, com comprometimento de 45,36% da renda - para um trabalhador que recebe um salário mínimo líquido de R$  809,60, descontando-se 8% de contribuição previdenciária do salário bruto de R$ 880,00 - para adquirir os 12 itens da cesta. (Accb/Uesc)

Nenhum comentário:

Postar um comentário