quinta-feira, 13 de outubro de 2016

Ex-funcionário é suspeito de matar dono de pousada na Ilha de Itaparica

(Foto: Bruno Wendel/CORREIO)
Um ex-funcionário é suspeito de assassinar Sifredo Dias Almeida, 70 anos, dono da Pousada Village Itaparica, na manhã desta quinta-feira (13). O caso aconteceu por volta das 6h30, na frente do filho de 11 anos da vítima. No momento do crime havia dois hóspedes na pousada.

De acordo com informações apuradas pelo CORREIO, Manoel seria o ex-funcionário da pousada e teria cometido o crime junto com outro suspeito, identificado apenas pelo nome de Joaquim. Segundo a polícia, a dupla chegou ao local por um matagal e pulou um muro nos fundos da pousada que dava para uns quartos que estão abandonados. 

Manoel, que tem entre 18 e 20 anos, é de Santo Antônio de Jesus e trabalhou no local após a mãe pedir emprego para ele. O suspeito foi demitido após ser flagrado fumando maconha na pousada. Na ocasião, ele tentou agredir Sifredo, que estava armado e conseguiu evitar um confronto. 

Após invadirem o local, a dupla foi para o quarto de número 2, onde a vítima residia com o filho. A criança estava na cama quando os suspeitos entraram no quarto e Sifredo estava na cozinha externa. Ao voltar para o quarto, o dono da pousada se deparou com os dois homens. Manoel, então, questionou pela arma de Sifredo, que afirmou não estar armado. Em seguida, ele disparou contra o pescoço da vítima. 

A vítima ainda estava no chão quando recebeu um segundo disparo, dessa vez no tórax. Sifredo não resistiu aos ferimentos e morreu no local do crime. O corpo dele deve ser enterrado nesta sexta-feira (14), no município de Jaguaribe. Ele morava no local há 20 anos. 
Após o crime, os bandidos fugiram levando dois pequenos cofres de dinheiro e um veículo da marca Chery, de propriedade da vítima. De acordo com a Polícia Civil, imagens do circuito interno de segurança da pousada estão sendo analisadas. Os hóspedes que estavam na pousada também já foram ouvidos pela polícia. O caso é investigado pela 24ª Delegacia (Vera Cruz).

Terreno na Justiça
Há oito meses, Sifredo ganhou na Justiça o terreno que fica ao lado da pousada, avaliado em R$ 200 mil. O dono do local havi vendido o terreno para ele e para outra pessoa. A informação é de um sobrinho da vítima, que não quis se identificar. 

Ainda segundo o sobrinho da vítima, Sifredo e o antigo proprietário do terreno possuíam desavenças. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário