sexta-feira, 28 de outubro de 2016

Ipiaú: 'Gigante' de 17 anos continua crescendo e precisa de tratamento urgente, diz família

O jovem Rodrigo Santos Mota, de 17 anos, agora medindo 2,20 metros de altura, continua sua luta pela sobrevivência. Diagnosticado com um tumor no cérebro e com suspeita de gigantismo, ele foi tema de reportagem no GIRO no último dia 28 de setembro (relembrar). O caso do jovem morador de Ipiaú ganhou repercussão no Brasil, que originou em algumas contribuições (roupas, cama, colchão, dinheiro para custeio de exames e a promessa da construção de um quarto só para ele). Representantes de duas emissoras de TV chegaram a entrar em contato com a família oferecendo ajuda, mas não levaram o caso adiante.

Na última terça-feira (25), ele passou por exames na capital baiana. A prima de Rodrigo, Thaís Cerqueira, conta que ele foi submetido a 20 tipos de exames de sangue realizados no Centro de Diabetes e Endocrinologia do Estado da Bahia (CEDEBA). “A médica passou novos exames para ele. Ela acredita que seja gigantismo, mas ainda precisa de alguns exames para confirmar”, disse Thais. Ainda segundo a jovem, os médicos também informaram que o tumor na cabeça de Rodrigo está avançado e o tratamento deve ser iniciado o mais breve possível.  Uma cirurgia não é descartada. Todos esses procedimentos só podem ser realizados em Salvador.  
Para iniciar o tratamento, Rodrigo necessita passar por outros exames. Um deles é a ressonância nuclear magnética sela túrcica, que pode ser realizado na cidade de Jequié ao custo de R$ 1.020,00. A família busca apoio financeiro para a realização desses exames médicos. Dois números de telefones foram disponibilizados para aqueles que desejarem ajudar (73- 3531-6721/ 98821-6303).

Ao GIRO, a mãe de Rodrigo, Luciane Cerqueira Santos Mota, disse que tem esperança que seu filho consiga superar as doenças diagnosticadas pelos médicos. “Tenho fé em Deus que Ele vai entrar com providência e vai usar alguém para nos ajudar. A situação é difícil, mas eu creio que alguém vai cooperar com a gente pra que tudo dê certo”, disse. Rodrigo também se mostrou confiante com a ajuda das pessoas e agradeceu àqueles que já contribuíram: “Só tenho a agradecer às pessoas que eu nem conheço e estão me ajudando muito. Obrigado a todos vocês”, comentou o jovem de 17 anos. (Giro Ipiaú)  

Nenhum comentário:

Postar um comentário