quinta-feira, 13 de outubro de 2016

Justiça do DF aceita denúncia, e Lula se torna réu pela 3ª vez

A Justiça do Distrito Federal aceitou, nesta quinta-feira (13), denúncia penal contra s contra o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, o sobrinho da primeira mulher dele, o empreiteiro Marcelo Odebrecht e outras oito pessoas.

Com a decisão do juiz Vallisney de Souza Oliveira, da 10ª Vara Federal de Brasília, o ex-presidente se torna réu pela terceira vez. Segundo informações do G1, eles são acusados de fraudes em contratos do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES).

De acordo com o Ministério Público Federal, o ex-presidente agiu junto ao banco e a "outros órgãos de Brasília" para favorecer Odebrecht em obras realziadas em Angola. Em resposta, a empreiteira teria pago montantes que chegam a R$ 30 milhões aos envolvidos. Ministério Público pede a condenação do ex-presidente por organização criminosa e lavagem de dinheiro

Na opinião do juiz, análise prévia dos dados indica que os acusados cometeram os crimes. "É o caso desta peça acusatória, que demonstrou até agora a plausibilidade e a verossimilhança das alegações em face da circunstanciada exposição dos fatos tidos por criminosos e as descrições das condutas em correspondência aos documentos constantes do inquérito policial nº 1710/2015- SR/DPF/DF, havendo prova neste juízo perfunctório da materialidade e indícios das autorias delitivas", afirmou o juiz.

A defesa do ex-presidente não foi contatada pela reportagem do G1 para comentar o caso.

Nenhum comentário:

Postar um comentário