domingo, 30 de outubro de 2016

Pigmentação nas mamas devolve autoestima a quem enfrentou câncer

Álvaro e Eliane realizam atendimento gratuito em Salvador
 para reconstrução da auréola da mama
Devolver a autoestima das mulheres é a motivação de dois profissionais de Salvador, Eliane Francine Andrade e Álvaro Medrado. Cada um com sua técnica, eles reconstroem a auréola do seio de quem teve câncer de mama. Eles redesenham a parte da mama perdida ou lesada por conta da cirurgia de retirada do seio. Os dois não trabalham juntos, mas ainda que uma atuação distinta, é uma soma que resulta em ajuda para quem teve de enfrentar a doença.

Álvaro é tatuador há 20 anos e tem um estúdio na capital baiana. Já ela é esteticista e apossui uma clínica, também em Salvador. Eliane trabalha com micropigmentação há três anos, processo que consiste em implantar (pintar) pigmentos na derme, assim como a tatuagem.

Os dois resolveram oferecer gratuitamente a reconstrução da auréola da mama de mulheres que não têm condições de pagar pelo serviço, que custa em média R$1.500. Ambos usam uma técnica que simula 3D e o bico do seio parece real.

Eliane iniciou em 2015 o projeto que faz atendimentos gratuitos. As atividades a custo zero são realizadas no mês de outubro, durante a campanha nacional contra do câncer de mama. No ano passado, Eliane atendeu duas pessoas sem qualquer custo e, este ano, ela está em processo de avaliação com duas pacientes.

"A divulgação é através das redes sociais, mas considero pouca. As pessoas também ainda estão conhecendo a técnica, mas eu estou disposta a conversar, explicar e fazer as avaliações necessárias", diz.

Para participar, as pacientes têm de provar que não podem pagar pelos serviços. "Sinto como está o psicológico da pessoa. Não estabeleci uma cota. O lado humano me motivou. Eu costumo me colocar no lugar do outro. A gente tem que fazer o bem sem olhar a quem e querer nada em troca. Se eu estou bem no meu trabalho, por que não ajudar com o que sei fazer? O custo é todo meu, anestésico, equipamentos", relatou.

Ainda conforme Eliane, as mulheres que a procuram para a reconstrução da auréola do mamilo passam por uma avaliação. "Concluo o trabalho em duas sessões. A satisfação não tem preço, saber que eu devolvi a autoestima de alguém", declarou. Para fazer o atendimento com Eliane, os interessados devem ligar para (71) 3043-0752.

Tatuagem 
O entusiasmo e alegria das mulheres que passam pelo processo de reconstrução da auréola do seio através da pintura fixa também motiva Álvaro. Há 10 anos, ele oferece o serviço pago no próprio estúdio de tatuagem e já reconstruiu, através da tatuagem, a mama de 50 pacientes. Há um mês, ele começou a atuar gratuitamente. Álvaro é um dos principais tatuadores da capital baiana. Conhecido pelos desenhos que faz há 20 anos na pele das pessoas, agora ele mostra outro lado do próprio trabalho.

Ele está disponível uma vez por semana para atender pacientes de graça. O tatuador divulgou o serviço através das redes sociais. Assim como Eliane, Álvaro destaca que a procura ainda é pouca, entre cinco ou sete pessoas entraram em contato com ele para serem atendidas.

"Já fazia sobrancelha definitiva (técnica fio a fio), e por conta de algumas pessoas gostarem do resultado, geralmente mulheres, algumas me perguntaram a respeito da aréola [da mama], então me interessei em desenvolver esse trabalho, principalmente por conta do resultado. Lembro das primeiras tatuagens, foi muito emocionante e gratificante", relatou.

Álvaro pretende manter a atividade ao longo do ano, com o atendimento uma vez por semana. "Antes de fazer esse tipo de trabalho, não imaginava o quanto mexia no emocional das pessoas, na autoestima. Além de ser um desafio, porque a pele não é igual, é fantástico ver como as pessoas se emocionam", contou.

No estúdio de Álvaro, as pessoas também precisam fazer o agendamento e passam por uma avaliação. É necesário provar que não tem dinheiro para pagar ela pigmentação da auréola do mamilo. Os interessados podem entrar em contato através do número (71) 3264-9327.

Nenhum comentário:

Postar um comentário