segunda-feira, 24 de outubro de 2016

Produção do “Vá Tomar no Fusca” não remunera policiais militares e ainda serve pão com mortadela

Horas de serviço, arriscando as próprias vidas em uma das mais tradicionais e irreverentes festas de Ibicaraí, para ganhar um mero lanche, cujo cardápio foi pão com mortadela e milho.

Esta foi a alimentação dispensada aos policiais militares da 63ª CIPM de Ibicaraí pelos organizadores do “Vá Tomar no Fusca”, realizado no último final de semana, naquela cidade. 

Além disso, segundo denúncias, os soldados trabalharam de graça, num evento particular. Não foram remunerados, porque a produção da festa (a Dery Shows), nesse caso, simplesmente não pagou o FEASPOL - Fundo Especial de Aperfeiçoamento dos Serviços Policiais ao Estado. 
Para quem não sabe, essa taxa tem a finalidade de prover recursos para reequipamento de material das Polícias Civil e Militar e compensação dos encargos adicionais de pessoal. “Fomos tratados pior que cachorro”, desabafou um PM, que preferiu não se identificar.

Nenhum comentário:

Postar um comentário