quarta-feira, 30 de novembro de 2016

260 mil brasileiros sabem que têm HIV e não se tratam, diz governo

O Ministério da Saúde informou que 260 mil pessoas sabem que estão infectadas pelo HIV no Brasil e não estão se tratando. 

Outras 112 mil têm o vírus e não sabem, de acordo com a estimativa do governo. A coletiva de imprensa desta quarta-feira (30) chama atenção para o Dia Mundial de Combate à Aids, que ocorre nesta quinta (1º). 

De acordo com a diretora do Departamento de DST, Aids e Hepatites Virais, Adele Benzaken, essas pessoas que sabem que estão infectadas e não recebem o tratamento estão, em maior parte, em negação com relação ao vírus. Ou seja, não aceitam que podem desenvolver a doença. "O jovem muitas vezes nega sua condição sorológica. Para ele é mais complicado aceitar do q para uma pessoa acima de 50 anos”, disse Benzaken. 

Somando as duas estimativas - dos brasileiros que sabem e não sabem que estão com o vírus e não tomam o coquetel contra a Aids - temos 372 mil pessoas sem o tratamento contra o HIV. No total, o Governo Federal fez uma estimativa que 827 mil pessoas estejam vivendo com a doença no país. Destas, 715 mil já foram diagnosticadas e 455 mil estão em tratamento. A apresentação dos dados contou com a presença do Ministro da Saúde, Ricardo Barros, da diretora da Unaids no Brasil, Georgiana Braga e outras autoridades sobre a doença.

9 comentários:

  1. Os índices estão nas alturas, mas pergunta: - Quem faz sexo oral com camisinha?
    Logo ouvirá: - Ah, chupar bala com casca? Nem tem gosto.
    Pois então, chupem sem camisinha, mas se esbarrem com Hepatites A, B e C, HPV e outras DSTS.

    ResponderExcluir
  2. Tem uns sabidos falando que metem com camisinha, mas chupam sem. Tem gente que só falta cair a língua de tantas DSTS.

    ResponderExcluir
  3. Esse é o ponto chave, oral sem camisinha é problema, e muita gente faz

    ResponderExcluir
  4. só me bate uma curiosidade, muitas pessoas não sabem porque não fazem o teste de hiv...mais se essas pessoas não fazem exame por isso não procuram tratamento...Como esse povo sabe e dizem a quantidade exata que tem e ainda não sabe....kkkkkk conhecem pela cara esse tem aquele não tem e por aí vai...rs

    ResponderExcluir
  5. LÓGICO QUE O PAÍS SE ENCONTRA NUMA CRISE DEVIDO O GOLPE DE ESTADO DE 2016 CONTRA A DEMOCRACIA E O POVO BRASILEIRO, E ESSES MARGINAIS QUE TOMARAM O PAÍS DEVERIAM AGIR SE FOSSE GOVERNO A SIMPLESMENTE EIGIR DE CADA CIDADÃO O EXAME DE SANGUE GRATÚITO NO SUS, E CATOLOGAR TODOS ELES, SE FUNCIONÁRIO PÚBLICO SÓ RECEBE O SALÁRIO SE FIZER O EXAME, SE FOR DA INICIATIVA PRIVADA A MESMA COISA, SE FOREM DO INSS TAMBÉM. SAI MAIS EM CONTA DO QUE TORNAR UMA EPIDEMIA SEM PROCEDENTES, AFINAL É SE TRATAR DE SAÚDE PÚBLICA.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Golpe seu c...pode entrar e sai político q não tem um honesto, fica aí defendendo bandeira otário

      Excluir
  6. O problema da atualidade é que a AIDS não é mais tão agressiva quanto era nos anos 80 e 90 por conta do tratamento que existe hoje, você dificilmente vê alguém morrendo com a doença ou com aparência de quem tem e com isso parece que todo mundo é saudável mas ai é que tá o perigo, muitos jovens contaminados e que se relacionam adoidado sem se preocupar com DSTs.

    Vamos acordar galera, sexo só com camisinha e cuidado com o ORAL como já foi dito aqui.

    ResponderExcluir
  7. Cuidado tem um coroa aposentado aidetico mora no PONTALZINHO.....cheio de aids

    ResponderExcluir
  8. Sodoma , e Gomorra é fichinha para a safadeza que a sociedade atual está fazendo. (TÁ na biblia) previna-se.///???.

    ResponderExcluir