quarta-feira, 16 de novembro de 2016

Anvisa irá discutir uso de derivado de maconha em medicamentos

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) irá discutir o uso do Canabidiol, uma das substâncias químicas que são encontradas na maconha, na próxima terça-feira (22) na Reunião Pública da Diretoria Colegiada da Anvisa. O órgão decidirá se irá começar a elaborar uma norma sobre o uso da substância, através da iniciativa regulatória, que é o primeiro passo para uma proposta de regulamentação dentro da Agência. 

As medidas de controle de comercialização, prescrição e dispensação de medicamentos que contém a Anfepramona, Femproporex, Mazindol e a Sibutramina também entrarão em pauta na reunião. Atualmente não existem medicamentos registrados pela Anvisa que contém Canabidiol em sua formulação. A agência disponibiliza um procedimento para a importação de produtos à base do Canabidiol por pessoa física.

O pedido pode ser feito apenas para uso próprio e com a apresentação de uma prescrição médica. A autorização, considerada como "excepcional" pelo órgão, tem a validade de um ano. Após a autorização, os pacientes ou responsáveis conseguem o produto através dos postos da Anvisa localizados nos aeroportos. Para saber maiores detalhes sobre o cadastramento do paciente para importar produtos com Canabidiol, acesse a página da Anvisa

Nenhum comentário:

Postar um comentário