segunda-feira, 7 de novembro de 2016

Filho de Pablo Escobar revela o mistério da morte de seu pai

A morte do maior narcotraficante da história não se deve ao mérito de seus inimigos, mas a uma decisão do próprio Pablo Escobar, que decidiu acabar com a própria vida, garantiu em entrevista exclusiva à RT o filho do lendário criminoso colombiano, Juan Pablo Escobar.

Segundo ele, a versão oficial de que seu pai foi executado pelas autoridades da Colômbia em cooperação com a CIA e o órgão para combate às drogas dos EUA (DEA – na sigla em inglês) é falsa. A morte de Escobar teria sido, na verdade, uma forma de suicídio.

“Foi o grupo de mafiosos Los Pepes [que matou Escobar]. Eles contavam com a ajuda das autoridades americanas e colombianas, (…) mas estas não participaram da operação em que meu pai decidiu finalmente acabar com a própria vida” – disse Juan Pablo.

O filho de Escobar garantiu que seu pai estava ciente de todas as formas de vigilância que existiam contra ele. Assim, durante décadas, ele conseguiu se esconder com sucesso da polícia, do exército, dos mercenários da CIA e de bandidos de cartéis rivais.

De acordo com Juan Pablo, o fato de que seu pai realizou sete chamadas telefônicas no último dia de sua vida, esperando sem tentar escapar que seus assassinos o encontrassem, é a prova definitiva de que a morte de Escobar foi nada mais do que um suicídio planejado.

Nenhum comentário:

Postar um comentário