domingo, 27 de novembro de 2016

Juiz proíbe 'rolezinho' em shopping de São Paulo

O juiz Carlos Alexandre Bottecher, da 4ª Vara Cível de Itaquera, barrou o "Mega Rolezinho o retorno Shopping Itaquera (3 ANOS)" através de uma liminar. O evento foi agendado pelo Facebook para este sábado (26).

O encontro, que teve mais de 50 mil pessoas convidadas, foi organizado em comemoração dos três anos de rolezinho anterior no mesmo local, época em que estes eventos eram febre em shoppings de São Paulo.
Segundo o G1, o juiz sentenciou os autores do evento a multa de R$ 10 mil, caso ele acontecesse. O shopping diz que realizou controle de acesso para manter a segurança.

A administração do shopping conta que cerca de seis mil pessoas foram a manifestações anteriores, gerando prejuízos à instituição, além de crimes.

Na liminar, o juiz diz que "o direito constitucional de reunião não pode servir de subterfúgio para a prática de atos de vandalismo e tumultos em espaços públicos e privados, colocando em risco a incolumidade dos frequentadores do local e a propriedade privada do centro comercial."

Em oposição à medida, o coordenador da Comissão da Criança e do Adolescente do Condepe, Ariel de Castro Alves, lembrou que "os adolescentes, conforme o ECA (Estatuto da Criança e do Adolescente), não podem ser submetidos à qualquer constrangimento, violência ou opressão". 

Nenhum comentário:

Postar um comentário