sexta-feira, 25 de novembro de 2016

Júri condena mulher a 16 anos por crime de trânsito em Gandu

Uma mulher foi condenada pelo Tribunal do Júri, em Gandu, por causar, propositalmente, um acidente de trânsito que matou três pessoas e deixou quatro feridas, em janeiro de 2001, na BR-101. 

O júri, ocorrido na última terça-feira (22), condenou Anete Bispo do Santos a 16 anos e 10 meses de prisão. Ela foi condenada por crime de homicídio doloso qualificado por motivo fútil. Segundo a denúncia, Anete Santos perseguiu o carro das vítimas após discutir com elas no trânsito e fechou o veículo em uma ultrapassagem. 

A manobra brusca ocasionou o capotamento do automóvel. Os jurados acolheram a acusação de crime doloso com dolo eventual, sustentada pelo Ministério Público da Bahia (MP-BA), através do promotor de Justiça Márcio Bellazzi. O júri também considerou que a ré agiu assumindo o risco de produzir o acidente fatal. O júri rejeitou o argumento da defesa de que Anete Santos não agiu com dolo e o pedido de desclassificar o crime de doloso para culposo.

Um comentário:

  1. Que adianta,este julgamento pra que mesmo?esta idiota estava numa boa desde quando assassinou as três pessoas,continuou trabalhando no fórum como se nada tivesse acontecido,foi condenada permanece em liberdade e ainda pode recorrer,por acaso existe justiça neste país de corruptos chamado Brasil? Quem eu sei que estão presos são os que esta delinquente tirou a vida!

    ResponderExcluir