domingo, 13 de novembro de 2016

Mulher ofende mãe de repórter da Record que “parte pra briga”

Uma reportagem sobre grilagem terminou com uma confusão envolvendo uma repórter da Record em São Sebastião, cidade satélite de Brasília, no Distrito Federal. O caso foi na manhã da quinta-feira (10), durante um protesto contra a reintegração de posse na zona rural Zumbi dos Palmares. A repórter Francy Rodrigues foi ao local para fazer uma reportagem e foi recebida com hostilidade. Durante a confusão, uma mulher ofendeu a mãe da jornalista, que ficou revoltada e partiu para cima dela. O vídeo com a cena foi parar nas redes sociais. 

Ela desabafou sobre o caso em sua conta no Facebook. “A vida é realmente uma roda gigante, uma hora estamos lá em cima, outra lá embaixo. E assim eu vou matando um leão por dia. Assim eu vou aprendendo bem mais sobre o ser humano e vendo quem é quem na minha vida. E assim vou aprendendo mais sobre mim. O jornalismo nos ensina que toda história tem duas versões. Aprendi que sempre tenho que ouvir os dois lados pra contar as histórias de forma isenta. 

Assim o faço e espero que todos façam isso também. Continuo tendo muito orgulho de ser jornalista mesmo que, uma hora, eu tire o blazer e a maquiagem pra ser quem eu realmente sou, um ser humano que grita, que chora, que sofre e que é feliz. Tenho orgulho de ser a Francy da Record”, escreveu. Ao “Na Telinha”, Francy contou que perdeu controle ao ouvir a ofensa. “Já aconteceram várias coisas na minha vida no jornalismo, já caí de balão até, mas foi a primeira vez que aconteceu isso. Estou triste, mas eu não sou de ferro. Ninguém sabe o que está por trás. Quando aquela mulher ofendeu minha mãe com palavras baixas, foi como se uma voadora tivesse atingido o meu peito, não aguentei”.

Nenhum comentário:

Postar um comentário