quarta-feira, 2 de novembro de 2016

Travesti é espancada por três homens em Ilhéus

As situações de transfobia – ataques às pessoas travestis e transexuais – estão se multiplicando na Bahia. Na madrugada de ontem, a travesti Kayalla Ayalla foi brutalmente agredida no bairro Malhado, em Ilhéus. O crime aconteceu por volta das 5h e vítima foi agredida com diversos socos e chutes na cabeça. 

Além disso, segundo relatos ouvidos no hospital, ela afirmou que eles gritavam vários xingamentos. A polícia civil está investigando o caso e ainda não há indícios de qual teria sido a motivação do crime. Amiga da vítima, Zelza Silva, que é filiada à Associação Nacional de Travestis e Transexuais, conta que foram muitas as agressões sofridas por Kaiala. “O motivo poderia ser pelo fato de ser travesti ou até mesmo roubo porque o celular dela foi roubado”, explica a amiga que indica que algumas pessoas informam que a vítima relata que foi agredida por três homens. 

Outra suspeita, que também está sendo analisada pela polícia, é que Kaiala teria saído com um judoca que teria praticado as agressões. Segundo a amiga da vítima o estado de saúde dela é estável, mas inspira cuidados. “Ela está numa maca no corredor do hospital de Base de Itabuna e será transferiada para Porto Seguro para receber melhor atendimento”. Amigos e parentes da vítima estão organizando uma manifestação para cobrar por Justiça nesta sexta-feira (4) no bairro onde ela foi agredida.

Nenhum comentário:

Postar um comentário