quarta-feira, 16 de novembro de 2016

Vídeo mostra suspeito saindo de apartamento da sobrinha-neta de Sarney


A Polícia Civil do Maranhão divulgou nesta terça-feira (15) filmagens do circuito interno de câmeras de segurança do condomínio onde morava e foi morta Mariana Menezes de Araújo Costa Pinto, 33 anos, sobrinha-neta do ex-presidente José Sarney. Ela foi assassinada dentro do apartamento no domingo e o cunhado, Lucas Porto, foi preso apontado como principal suspeito. 

Por volta de 14h30, as imagens mostram o carro de Lucas chegando no condomínio - eles tinham ido à igreja e depois almoçado. Ele está no carro com a sogra, Mariana e as crianças. Mariana e as crianças ficam no local e Lucas sai com a sogra. Por volta de 15h14, as imagens já mostram Lucas no elevador. Ele voltou ao local sozinho, apertando o nono andar, onde a vítima morava. Às 15h54, imagens mostram Lucas saindo apressado pelos fundos, em frente ao elevador - ele desceu pelas escadas. A polícia acredita que o crime aconteceu neste intervalo de 40 minutos. As crianças - duas filhas de Mariana e duas de Lucas - estavam na piscina.
"Apesar de até o momento não ter tido uma confissão, todos as evidências indicam Lucas Porto como o autor desse crime", disse em coletiva ontem o secretário da Segurança Pública Jefferson Portela. Localizada desacordada em casa, Mariana chegou a ser levada a um hospital particular, mas já estava sem vida. 

Exames periciais constataram que Lucas tinha lesões no braço, pescoço e peito, condizentes com uma possível tentativa de defesa da vítima. As imagens registraram Lucas saindo do apartamento aparentando nervosismo, descendo correndo pelas escadas. Em depoimento, ele entrou em contradição várias vezes, não sabendo explicar, por exemplo, o sumiço das roupas que usava no domingo. Ele também apagou o registro das ligações que fez domingo do seu celular.

"Vou aguardar as investigações, mas meu cliente nega veementemente sua participação no crime", disse o advogado de defesa Jonilton Lemos a O Estado, jornal de São Luís.

Nenhum comentário:

Postar um comentário