sábado, 25 de fevereiro de 2017

“Fui assaltado, fui baleado”: ladrão invade igreja e interrompe culto dizendo ser vítima

Vitória da Conquista - Noite de quarta-feira, 22, igreja cheia e repentinamente entra um homem ensanguentado gritando – Fui assaltado, fui baleado. A congregação interrompe o culto, fecha a porta do templo e chama a polícia. Quando a guarnição da PM chega, a suposta vítima demonstra estar em choque. Entretanto, algo chama atenção dos militares: momentos antes, no bairro Sobradinho, a polícia foi acionada por populares que presenciaram a ação frustrada do arrombador. Ele tentou furtar duas residências, mas, na terceira, após ter quebrado a janela de vidro, quando já estava com os produtos do furto do lado de fora, percebeu a aproximação da polícia, saiu como um desembestado, pulou muros e não foi localizado.

Como o ladrão havia desaparecido misteriosamente, só poderia haver uma explicação.

Para azar da suposta vítima, uma popular que presenciou a ação do ladrão, entrou na igreja e reconheceu aquele homem ensanguentado, em choque, que clamou por socorro, como o fujão.

Mesmo percebendo que foi reconhecido, Ivaldo Ribeiro dos Santos, vulgo Nenem, fingiu-se estar em choque, mas não enganou os militares. Ele foi levado ao hospital para receber os primeiros socorros, pois, apresentava um ferimento provocado por pedaços de vidro colocados em um dos muros que ele pulou.

Ainda no hospital, Nenem fez confusão tentando se passar por louco. Novamente, não teve jeito. Após ser medicado, o suspeito foi apresentado no Disep, onde foi autuado em flagrante.

Nenhum comentário:

Postar um comentário