quinta-feira, 2 de março de 2017

Mancha Verde anuncia fim de atividades após fundador morrer

Após a morte de Moacir Bianchi, um dos fundadores da Mancha Alviverde, nesta quinta-feira (2), a torcida organizada do Palmeiras anunciou o encerramento de suas atividades por tempo indeterminado. "Moacir fez da Mancha Verde sua vida", escreveu a torcida em um comunicado.

 "Informamos também que em meio a diversos problemas que a torcida vem passando, e em cima dessa notícia de uma morte que deixou todos nós da torcida completamente abalados, comunicamos a todos os associados que a torcida Mancha Alviverde após 34 anos de fundação está encerrando suas atividades por tempo indeterminado." Moacir Bianchi foi encontrado morto em seu carro na Avenida Presidente Wilson, na altura do número 3100, no bairro do Ipiranga, zona sul de São Paulo, com 22 tiros, segundo o G1. 

No boletim de ocorrência, constava que Bianchi levou cinco tiros na barriga, cinco no pescoço, três no ombro direito, um no rosto, um no lado direito do tronco, cinco no braço direito, um na perna direita e outro na cabeça. Ele estava dentro de um carro Honda City preto no banco do motorista, com o corpo caído no banco do passageiro. Uma testemunha relatou que quando Bianchi parou no semáforo, dois veículos pararam atrás deles. Os suspeitos saíram do carro que parou por último e fizeram os disparos. Os motoristas dos dois veículos deram marcha ré e fugiram. O caso está sendo investigado pelo Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP). (Folha)

Nenhum comentário:

Postar um comentário