terça-feira, 7 de março de 2017

Salvador: Polícia acha droga em parede e prende três por esquema de tráfico 'delivery'

Cocaína foi encontrada dentro de parede com imóvel em Salvador (Foto: Divulgação/Polícia Civil)Três pessoas suspeitas de envolvimento em um esquema de tráfico de drogas que fazia entregas a clientes por meio de um serviço semelhante ao de delivery em Salvador foram presas nesta segunda-feira (6). O grupo foi flagrando com tabletes de cocaína escondidos dentro da parede de uma residência, em um condomínio do bairro de Piatã, na orla da cidade.

O flagrante foi feito durante operação que visou  desarticular a quadrilha, que, segundo a polícia, age nos bairros de Pau da Lima, Sete de Abril, Castelo Branco e Valéria, todos na capital baiana. Ao todo, foram vinte mandados de busca e apreensão cumpridos nos bairros da Liberdade, Castelo Branco e Piatã.

O imóvel onde a droga foi encontrada, segundo a polícia, pertece ao traficante Cleiton Francis Martins Kuchle, de 29 anos, um dos presos.

Segundo a delegada Andrea Ribeiro, titular da Coordenação de Narcóticos do Departamento de Repressão e Combate ao Crime Organizado (Draco), os policiais perceberam que o gesso da parede da casa havia sido colocado há pouco tempo e desconfiaram.

Ao forçar a parede, os agentes encotraram quatro quilos de cocaína com pureza de até 99%, conhecida como "nine-nine", uma balança de precisão e a quantia de R$ 2 mil.

Os outros dois suspeitos presos, Adriana Paranhos Oliveira, 37, e Alexsandro Rocha dos Santos, 40, já  possuíam mandados de prisão preventiva em aberto por tráfico. De acordo com a polícia, Adriana, que é tia de Cleiton, era a responsável pelo armazenamento da droga e Alexsandro pelo transporte dos entorpecentes.

Em depoimento, segundo a polícia, Cleiton disse que faturava cerca de R$ 40 mil por mês com o tráfico e que era responsável em fazer as entregas para os clientes, num serviço semelhante ao de delivery.

A droga encontrada com os suspeitos foi encaminhada ao Departamento de Polícia Técnica (DPT), para a perícia, e os presos para o sistema prisional. O Draco ainda procura pelo homem apontado como líder da quadrilha, Rogério Reis dos Santos, conhecido como Pretinho, e comparsas. A polícia informou que qualquer informação sobre o paradeiro de "Pretinho" pode ser passada ao Disque Denúncia, por meio do telefone (071) 3235-0000.

Nenhum comentário:

Postar um comentário