segunda-feira, 27 de março de 2017

Sem reajuste salarial desde 2016, servidores baianos ameaçam greve

A presidente da Federação dos Trabalhadores Públicos do Estado da Bahia (Fetrab), Marinalva Nunes, enviou um recado ao governador da Bahia, Rui Costa: ele deve ter atenção. Insatisfeitos com a falta de reajuste nos salários desde o ano passado, os servidores baianos estão “com grande disposição” de fazer greve. 

O passo inicial em direção a este movimento pode ser a paralisação marcada por várias categorias para o próximo dia 6 de abril. “O dia 6 será um balizador para puxar a categoria para uma maior mobilização. Depois, faremos avaliação do movimento e, para a próxima mobilização, veremos se faremos uma paralisação de 48h, para dar continuidade ao movimento, ou se já há condições para greve geral”, afirmou Marinalva.

Nenhum comentário:

Postar um comentário