sábado, 4 de março de 2017

Tempo médio de prisão temporária na Bahia é de 371 dias, aponta CNJ

Em novo relatório da situação carcerária no Brasil, realizado pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ), é apontado que o país tem uma população carcerária de 654,3 mil presos, sendo 221 mil provisórios (34%) e 433,3 mil condenados. 

Na Bahia, a população carcerária é de 13.395 pessoas, sendo 7.975 provisórios (59,54%). Entre os últimos, o tempo médio de detenção é de 371 dias. O número de presos provisórios com até 180 dias de custódia no Estado é de 2.775, o que corresponde a 41% do total da modalidade. Já aqueles com mais de 180 dias de prisão somam 3.917, correspondendo a 59% do total. 

No Brasil, do montante de 244,6 mil processos de presos provisórios (cada um pode responder a mais de um processo), 31,6 mil são de competência do tribunal do júri, por crimes contra a vida (homicídio e tentativa de homicídio), o que corresponde a 13% do total. Na Bahia, de 8.951 processos de réus detidos, 1.469 são de tribunal do júri, o que corresponde a 16,4% do total. Os dados foram solicitados pela presidente do CNJ, ministra Cármen Lúcia, na reunião realizada com todos os presidentes de tribunais, no dia 12 de janeiro deste ano, diante da crise carcerária que assola o país e das rebeliões que marcaram o início do ano de 2017.

Nenhum comentário:

Postar um comentário