terça-feira, 25 de abril de 2017

Conquista: Caso Jéssica completa um ano; acusado segue foragido

Nesta terça-feira, 25 de abril, completa um ano do dia em que a jovem Jéssica Nascimento, de 21 anos, foi espancada e por causa dos ferimentos, Jéssica, que estava grávida, perdeu o bebê e morreu duas semanas depois de ficar internada na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital Geral de Vitória da Conquista. O principal suspeito é o namorado de Jéssica, Américo Francisco Vinhas Neto, de 24 anos. 

De acordo com familiares e amigos, Jéssica tinha um relacionamento de alguns meses com Américo e durante uma discussão provocada por ciúmes ao ver uma conversa no celular dela, Américo teria começado a espancar a jovem. Ele chegou a ser preso em flagrante, mas pagou uma fiança no valor de R$5 mil e foi liberado.

Dias depois, um mandado de prisão foi expedido contra Américo, mas ele nunca foi localizado, desde então, passou a ser considerado foragido da justiça. O caso foi encaminhado para a Vara da Violência Doméstica no Ministério Público Estadual, de onde foi pedida transferência para a Vara do Júri, que deverá ser julgado como homicídio qualificado ao invés de lesão corporal, assim a pena pode tornar-se ainda maior.

O crime ganhou repercussão nacional e a sociedade em geral se comoveu com esse caso e espera por justiça. Mas até o momento não há informações sobre o paradeiro de Américo Francisco Vinhas Neto, ele estudava engenharia numa faculdade particular de Vitória da Conquista. Blog Rodrigo Ferraz

Nenhum comentário:

Postar um comentário