sexta-feira, 5 de maio de 2017

WhatsApp vai ser pago? Mais uma mentira espalhada por aí

Logo do Whatsapp
Usuários do WhatsApp foram surpreendidos na última quarta-feira, quando suas mensagens pararam de ser enviadas e o aplicativo ficou fora do ar. Sempre que ocasiões como essa acontecem, os espertalhões das notícias falsas aproveitam para distribuir cascatas por aí. Ontem não foi exceção.
“Amanhã, às 6 horas eles estão terminando WhatsApp e você tem que pagar para abri-lo, isso é por lei Esta mensagem é para informar todos os nossos usuários, nossos servidores foram recentemente muito congestionados, por isso estamos pedindo que você nos ajude a resolver este problema. Exigimos que nossos usuários ativos enviem esta mensagem para cada uma das pessoas da sua lista de contatos para confirmar nossos usuários ativos que usam o WhatsApp. Se você não enviar esta mensagem para todos os seus contatos, o WhatsApp começará a cobrar. Sua conta permanecerá inativa com a conseqüência de perder todos os seus contatos. Mensagem de Jim Balsamic (CEO do WhatsApp), tivemos um uso excessivo de Nomes de usuário no whatsapp Messenger. Nós Estão a solicitar a todos os utilizadores que Para toda a lista de contatos. Se vocês Não reencaminhar esta mensagem, teremos Como sua conta é inválida e será excluída dentro das próximas 48 horas. Por favor NÃO ignore esta mensagem ou whatsapp Não reconhecerá mais a sua ativação. Se você deseja reativar sua conta depois”, diz a longa, falsa e quase incompreensível mensagem “do WhatsApp”.

Conforme o blog Me Engana que eu Posto já percebeu, é comum que mensagens falsas venham recheadas do pior uso da língua portuguesa – exatamente como esta. Outro fator que comprova a “fake news” é que em uma simples busca na internet é possível descobrir duas coisas: 1) esse texto tem trechos de uma outra mensagem falsa circulada há tempos – e, inclusive, desmentida pelo próprio Whatsapp; e 2) o CEO do WhatsApp se chama Jan Koum, que também é co-fundador da companhia – e não Jim Balsamic (que em mensagens antigas chegou até a ser Jim ‘balsâmico’).

Aliás, de acordo com o próprio site do WhatsApp, as mensagens enviadas são (e continuaram sendo) gratuitas.

Para você que caiu nesta mentira, e para você que não caiu mas quer saber um pouco mais sobre as práticas do WhatsApp, a empresa tem uma cartilha para identificar as tais mensagens falsas (que você pode conferir aqui).

Nenhum comentário:

Postar um comentário