terça-feira, 9 de maio de 2017

Juiz federal determina suspensão das atividades do Instituto Lula

O juiz federal Ricardo Leite, da 10ª Vara Federal de Brasília, determinou nesta terça-feira (9) a suspensão das atividades do Instituto Lula, em São Paulo.

Ele atendeu a um pedido do Ministério Público Federal, que move uma ação que investiga suposto envolvimento do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva na compra do silêncio do ex-diretor da área internacional da Petrobras, Nestor Cerveró. 

A decisão, entretanto, não estabelece qual seria o período da suspensão. A assessoria do Instituto Lula informou no início da noite que não comentaria a determinação, porque não havia sido ainda notificado oficialmente. 

Segundo o juiz, o próprio Lula reconheceu que, na instituição, os assuntos tratados iam além da sua atuação na área social. "Como o próprio acusado [Lula] mencionou que no local [Instituto Lula] se discutia vários assuntos, e há vários depoimentos que imputam pelo menos a instigação de desvios de comportamentos que violam a lei penal, a prudência e a cautela recomendam a paralisação de suas atividades. Há indícios abundantes de que se tratava de local com grande influência no cenário político do país, e que possíveis tratativas ali entabuladas fizeram eclodir várias linhas investigativas", escreveu o magistrado.

Nenhum comentário:

Postar um comentário