sexta-feira, 5 de maio de 2017

Minha Casa, Minha Vida: vistoria antecede contratos de novo condomínio em Itabuna

Cada vez mais próximos de realizarem o sonho da casa própria, os futuros moradores do residencial Itabuna Park realizaram na quarta-feira (03) a vistoria nos apartamentos do empreendimento. Esta etapa teve continuidade na quinta-feira, com a vistoria nos villages do residencial. Após a finalização das vistorias, a construtora responsável pela obra irá executar os reparos necessários e os moradores serão convocados para a assinatura do contrato.

A secretária de Assistência Social, Sandra Neilma, ressaltou a importância desta etapa por se tratar de um momento onde o morador deve ficar atento a possíveis danos em seu apartamento, já que é a através dessa observação que será possível encaminhar à construtora as necessidades de reparo. “Nós estamos felizes em fazer parte deste momento de grande expectativa na vida dos moradores. Torcemos para que eles vivam bem em suas novas casas e zelem por seus imóveis. A nossa equipe continuará dando todo o apoio e suporte com o trabalho social”, concluiu.
O engenheiro responsável pela obra, Vitor Andrade, informa que, após aferir todas as patologias assinaladas no atestes, a construtora terá aproximadamente um mês para entregar todos os serviços prontos e receber a aprovação do morador. O engenheiro orienta que, caso o imóvel apresente alguma janela quebrada, alguma infiltração ou imperfeição, o morador assinale e informe a construtora para que a mesma possa realizar esse serviço. “Nós só recomendamos aos moradores que, caso forem realizar alguma mudança de alvenaria estrutural, eles estejam assessorados por um profissional de engenharia para avaliar se o serviço pode ser feito, ou não”, comentou.

Os beneficiários deste empreendimento foram selecionados em listas já divulgadas do Programa Minha Casa, Minha Vida, incluindo a sétima lista, publicada em dezembro de 2016, e o sorteio dos endereços foi realizado por um sistema eletrônico da Caixa que seguiu critérios específicos priorizando portadores de necessidades especiais e idosos. Morador de área de risco, José de Souza Carvalho, espera pela moradia há mais de um ano e comenta que essa vistoria o ajudou a identificar o que precisa ser feito em sua nova casa. “Agora é olhar tudo direitinho e esperar, já que dentro de alguns dias teremos um lugar para morar”, comemorou.

Nenhum comentário:

Postar um comentário