segunda-feira, 15 de maio de 2017

“Sempre tinha que dormir alerta”, denuncia adolescente que viu pai assassinar mãe a facadas

“Sempre tinha que dormir alerta, pra não deixar ele fazer alguma coisa. Eu ia dormir morrendo de medo que ele fizesse alguma coisa”, denunciou a adolescente que presenciou o pai assassinar a mãe a facadas, em Salvador.

A jovem de 15 anos revelou que o pai, o pedreiro Edvaldo dos Santos Félix, costumava brigar constantemente com sua mãe, Jucilena da Conceição Reis, de 32 anos.

— Ele brigada sem motivo, sempre que bebia começava uma discussão. Ele era muito problemático.

Na noite do crime, a menina confessou que ligou diversas vezes para a Polícia Militar, mas nenhuma viatura apareceu para ajudar.

— Só naquela noite, quando ele chegou, eu tinha ligado para polícia quatro vezes. 

A adolescente contou que, durante a madrugada, o pedreiro bateu na porta do quarto de Jucilena, dizendo que iria pegar a sacola dele e ir embora. Mas, após a mulher abrir a porta, ele a atacou. 

— Na hora que ela abriu, ele só acertou ela, tirou [a faca] e saiu correndo. Largou a faca no chão da casa”.

Jucilena foi esfaqueada nas costas e socorrida para o HGE (Hospital Geral do Estado), onde acabou morrendo.

O crime ocorreu dentro da casa da família, no bairro de Santa Cruz. No momento do crime, os três irmãos mais novos da adolescente estavam dormindo.

Ainda segundo a adolescente, a mãe já tinha registrado queixa de ameaça contra o pedreiro. Há anos, a vítima tentava se separar por causa das brigas e do consumo de bebida alcoólica do companheiro, que está foragido. R7

Nenhum comentário:

Postar um comentário