segunda-feira, 22 de maio de 2017

Vigilantes da Bahia entram em greve por unanimidade a partir de quarta-feira (24)

Os vigilantes que atuam em bancos, shoppings, hospitais, escolas, indústrias, condomínios e outras setores devem entrar em greve na quarta-feira (24). A CUT (Central Única dos trabalhadores) informou a decisão tomada em assembleia organizada pelo Sindivigilantes (Sindicato dos Vigilantes do Estado da Bahia).

Por unanimidades, os trabalhadores marcaram greve geral dos empregados de empresas de segurança e vigilância, com objetivo de pressionar os empresários a analisarem as necessidades pontuadas em 8 rodadas de negociações.

O presidente do sindicato, José Boaventura, afirma que a categoria luta por cesta básica, plano de saúde e cota para as mulheres, além de reajuste salarial. Ainda de acordo com a CUT, os empresários deram a proposta de aumento em 1% do salário.

São quase 32 mil vigilantes que atuam em todo o Estado da Bahia. A categoria pede reajuste de 15% no salário, ticket refeição de R$ 20, cotas para as mulheres de 30% por posto de trabalho e piso salarial de R$1500.

Nenhum comentário:

Postar um comentário