IN2607  PF3107

quarta-feira, 28 de junho de 2017

Deputados apresentam projeto de criação da região metropolitana Sul da Bahia

Projeto de autoria do Dep. Augusto Castro tem como co-autor Presidente do Legislativo baiano, Dep. Ângelo Coronel

Conhecedor do potencial econômico do sul baiano, o deputado estadual Augusto Castro (PSDB) deu entrada na tarde da segunda-feira, 26, na Mesa Diretora da Assembleia Legislativa da Bahia, em uma proposta de criação da Região Metropolitana do Sul do estado, que tem como co-autor o presidente da Casa, dep. Angelo Coronel. O objetivo do projeto é integrar e dinamizar a região pela sua importância econômica e turística para o estado. Quando aprovada, a nova RM será composta por 14 municípios.

O deputado explica no projeto que a ideia constitui um grande desafio, mas ele tem a convicção de que por meio dessa ação “a região sul poderá dar um grande salto para o futuro com desenvolvimento socioeconômico planejado e integrado”. Opinião da qual o deputado Angelo Coronel também compartilha. “É uma região que realmente precisa de mais impulso, de mais força e esse projeto está vindo na hora certa para soerguer sua economia”, enfatizou o co-autor.

Castro explica que Itabuna e Ilhéus são cidades de grande vocação nos setores de comércio e serviços, tendo muito a oferecer aos demais municípios da região. Além disso, esse novo complexo populacional que se formará com a RM, envolvendo um contingente populacional de 600 mil pessoas, será beneficiado com um maior planejamento estratégico das ações governamentais, unificação de políticas públicas, renovação de equipamentos urbanos e elevação da qualidade de vida de seus moradores com a efetiva melhora nos serviços públicos. “Já consta nessas cidades uma alta taxa de urbanização por conta das universidades, indústrias, comércio e serviços oferecidos. Com a interligação dos municípios diminuirão as tarifas telefônicas, as tarifas das passagens em transportes públicos intermunicipais, haverá o compartilhamento de aterro sanitário para diminuir o impacto ambiental e evitar riscos à saúde pública, além de se tornar possível a ampliação dos setores de serviços e indústria regional. A chegada de novos investimentos tornam a RMS necessária”, disse.

Castro diz também que a Segurança Pública será favorecida com a possibilidade de a Região Metropolitana receber verba federal do PRONASCI (Programa Nacional de Segurança e Cidadania). O programa do Governo libera recursos para atender as demandas sociais das Regiões Metropolitanas do Brasil, que foram criadas em 1973 e definidas na Constituição Federal como importantes para o enfrentamento das questões urbanas.

“Acreditamos que nosso projeto é de importância decisiva para o desenvolvimento do sul da Bahia e por essa razão não teremos dificuldades em aprová-lo, na Assembleia. Conto com a sensibilidade e atenção dos colegas pelo tema. Em breve o sul baiano contará com a sua RM”, garante Augusto Castro.

Nenhum comentário:

Postar um comentário