sábado, 17 de junho de 2017

Eunápolis: Tesoureiro de assentamento e sua esposa são encontrados mortos em matagal


Um homem identificado como  Belisário Ramalho , tesoureiro  do assentamento Catarina Galindo, na cidade de Eunápolis-BA  e sua esposa Valdinéia  Bonfim Rocha, foram encontrados mortos na manhã deste sábado (17).


Belizário teria  participado de uma reunião na última quarta-feira (14) no próprio acampamento, e depois disso teria acompanhado técnicos do CDA que foram vistoriar alguns lotes e Belisário dormiu no local no dia 14,  indo embora em companhia de sua esposa na tarde da última quinta-feira (15).

Depois disso os moradores do assentamento não tiveram mais noticia do casal e preocupados reuniram um grupo de buscas e saíram à procura do casal,  levantando informações com parentes e amigos, mas ninguém sabia nada sobre o paradeiro do casal.

Segundo informações, durante a reunião foram discutidos diversos assuntos e como Belisário era o tesoureiro, foi arrecadado um valor em dinheiro que teria ficado com a vítima.  A suspeita é de que isso tenha chamado a atenção de algum  marginal. A suspeita é que tenha havido latrocínio ( roubo seguido de morte).


Os corpos foram encontrados pelos próprios moradores do  assentamento, e estava em um matagal, às margens  da  estrada, enterrados  em uma cova rasa e cobertos por  galhos de árvores, já em estado inicial de decomposição.


Os corpos apresentavam duas marcas de tiros cada um. A polícia Civil foi acionada e os corpos foram removidos para o IML de Eunápolis.

O casal era morador do Bairro Pequi, na cidade de Eunápolis e eram evangélicos. Valdinéia era filha do pastor e levita  Ademar Peixoto.

A polícia investiga o caso,  um possível suspeito já teria sido preso ainda na manha deste sábado, mas a identidade não foi revelada. (Futucando Not. Eunápolis)


Nenhum comentário:

Postar um comentário