quinta-feira, 8 de junho de 2017

Filho de porteiro escreve carta para alunos da festa "Se nada der certo"

Em resposta aos estudantes do 3º ano do ensino médio da Instituição Evangélica de Novo Hamburgo (IENH), no Rio Grande do Sul,  que promoveram uma festa, no  dia 17 de maio, intitulada “Se nada der certo”, Márcio Ruzon, filho de porteiro, escreveu um belo texto em seu Facebook criticando o comportamento dos alunos.
No evento, os jovens se fantasiaram com trajes que representam, segundo eles, profissões que seriam a última alternativa na vida de um ser humano. Ou seja, aquelas profissões só seriam uma saída na vida de alguém em que nada deu certo.

Ao Colégio Marista:

 Meu pai aposentou-se como porteiro. O mesmo que vocês têm aí na entrada do Colégio, que os pais “que deram certo” passam e nem cumprimentam.

Então, falando do meu pai, ele trabalhava feito um condenado (aliás, mesmo depois que se aposentou teve que voltar à portaria pra completar a renda). O que meu pai recebia de salário era uma mensalidade que as famílias “que deram certo” pagam pra vocês ensinarem essa ética (ou falta dela) aos estudantes.

Ele tinha uma Barra forte preta e com ela ia de sol a sol, chuva a chuva, noite a noite, cuidar de fábricas ou de condomínios ao estilo que os alunos moram ou que os pais “que deram certo” trabalham como Diretores, Gerentes.
Aprendi a profissão com meu pai. Fui porteiro por anos. Vi o que é você comer em pé ou no banheiro porque não tem ninguém pra substituí-lo nos intervalos. Cansei de atender pessoas na guarita enquanto mastigava um ovo frio.

Já usei papelão como mesa em cima da privada para almoçar.

Colégio Marista, meu pai não deu certo. Criou três filhos junto com a minha mãe que ficava apreensiva em casa: -” Será que ele volta?” Porque meu pai pegava estradas perigosas de madrugada, aliando-se ao fato de muitas vezes cuidar de galpões abandonados,que era alvo de bandidos.

Mas ele não deu certo.

Conseguiu sustentar 3 filhos (e minha mãe administrando como uma Economista) com pouco mais de um salário, hoje todos bem e com família, mas infelizmente ele não deu certo.

Meu pai não é desses pais bacanas que param aí na frente do Colégio, com Cherokees, Tucson, sorrindo pra quem convém e pisando nos descartáveis.

Meu pai tem um Palio que vive quebrando, e mesmo debilitado pela idade, levava todos os netos às escolas públicas. Levava e buscava.

Mas, que pena! Meu pai não deu certo.

Quem deram certo foram essas famílias que dependem da faxineira, do porteiro, do zelador, da cantineira, do gari, da empregada doméstica. Eles deram certo!

Ainda bem que muita gente “dá errado” na vida, senão quem iria preparar o lanche dos filhos que vão para o Colégio Marista? O pai? A mãe? Não sabem nem como ligar um fogão! Mas deram certo, não é?

Fique um dia sem um gari na sua rua e no dia seguinte você já está ligando na prefeitura fazendo birra! Ué? Pega uma vassoura e varre! Você não “deu certo”?

Fique sem porteiro no condomínio e mundo para. Não sabem descer pra atender o motoboy? Tem medo de quem seja? Pode ser um ladrão, não é? Deixa que o porteiro arrisca (sem seguro de vida) a vida por você (com seguro de vida).

Gente que não deu certo existe pra isso: mimar os que deram certo.

Tenho orgulho de ter um pai que não deu certo, Colégio Marista. E eu tenho orgulho de não ter dado certo também. Já pensou, criar minha filha num ambiente que debocha de profissões, que em vez de promover a isonomia e empatia, fomenta a segregação e a eugenia?

Deus me livre!

Aliás, por falar em deus, vocês são de formação católica certo?

Se nada der certo, vocês vão virar carpinteiro também? Embora eu sendo agnóstico, respeito muito um carpinteiro que “não deu certo” e que vocês fingem amar. Que feio, Colégio! Ensinando crianças a desprezarem seu Mestre?

Enfim, falei demais. Obrigado pela lição de hoje. Talvez tenha sido o único ensinamento que vocês deixaram:

Se nada der certo, vou para o Colégio Marista. Lá pelo menos eu posso esconder meu ser vazio atrás de um patrimônio que consegui pisando nos outros.

Viu, a lição de vocês acabou “dando certo”!

Fonte:Bnews

28 comentários:

  1. MUITO BOM!! GOSTEI!! Se fosse em um outro assunto eu diria: "Bem feito!!" Que pena que em pleno século XXI as pessoas não sabem valorizar as outras. Sou Cristão evangélico. Jà adentrei os portais de várias instâncias cristãs, e infelizmente, o povo cristão tem sido muito exclusivista e muito excludente. Que pena e com grande lamento, o povo cristão (Claro, não todos, mas o próprio sistema leva isso, e aqueles que possuem postos nas igrejas, muitos-não todos-se acham superiores) não respeita a pessoa humana, a despeito de que, em plena época que se discute tanto sobre respeito à dignidade humana, as atitudes de muitos cristão chegam até mesmo ao ridículo, sem dizer de atitudes menos desgastantes e corriqueiras. Só lamento.

    ResponderExcluir
  2. Parabéns!Belo texto, com certeza esses que ¨deram certo¨ não fariam um texto tão bom quanto o seu. Parabéns Parabéns que Deus lhe abençoe sempre

    ResponderExcluir
  3. MUITO BOM!! GOSTEI!! Se fosse em um outro assunto eu diria: "Bem feito!!" Que pena que em pleno século XXI as pessoas não sabem valorizar as outras. Sou Cristão evangélico. Jà adentrei os portais de várias instâncias cristãs, e infelizmente, o povo cristão tem sido muito exclusivista e muito excludente. Que pena e com grande lamento, o povo cristão (Claro, não todos, mas o próprio sistema leva isso, e aqueles que possuem postos nas igrejas, muitos-não todos-se acham superiores) não respeita a pessoa humana, a despeito de que, em plena época que se discute tanto sobre respeito à dignidade humana, as atitudes de muitos cristão chegam até mesmo ao ridículo, sem dizer de atitudes menos desgastantes e corriqueiras. Só lamento.

    ResponderExcluir
  4. É tanto que também os que deram certo estão lá na capital desse nosso Brasil,que é a nossa saudosa Brasília (toca de ratos)...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. toda verdade , e certamente estes os idolatram

      Excluir
  5. Esses discurso de jogar classes sociais uma contra outra já e cansado e nocivo vejam o exemplo do ex presidente lula que é mais ou menos esse aí tentam sensibilizar as pessoas e na verdade queria ser um burguês.todo mundo trabalha para ter uma vida melhor e proporcionar para seus filhos uma boa educação infelizmente nem todo mundo consegue mais as que conseguem de forma honesta não significa que tem que ser hostilizada mais sim servir de espelho para os que estão começando a vida não é a condição financeira que define caráter.

    ResponderExcluir
  6. Esses discurso de jogar classes sociais uma contra outra já e cansado e nocivo vejam o exemplo do ex presidente lula que é mais ou menos esse aí tentam sensibilizar as pessoas e na verdade queria ser um burguês.todo mundo trabalha para ter uma vida melhor e proporcionar para seus filhos uma boa educação infelizmente nem todo mundo consegue mais as que conseguem de forma honesta não significa que tem que ser hostilizada mais sim servir de espelho para os que estão começando a vida não é a condição financeira que define caráter.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vc deve ser um desses q deram certo e pisa nos q n deram certo. Riquinho de merda.

      Excluir
    2. Então vc quis dizer q aqueles q conseguem subir d vida honestamente pode debochar das profissões mais inferiores, porq pra mim ser bem sucedido é bom , mas pisar nos q ainda não são , os alunos humilharam algumas classes e vc os apóia? Isso sim define seu caráter.

      Excluir
    3. Lula não joga classes sociais umas contra as outras. O que ele fez que não agrada aos que "deram certo" é que ele aproximou as classes. Entendeu.

      Excluir
  7. essa é a realidade , o futuro do país , arrogância , prepotência etc...e tal , por fim serão péssimos profissionais mercenários q temos hj , em qualquer área, onde se negam a atender pacientes e os mesmos vir a óbito pois os seus juramentos foi camuflados pela ganância\maldades e perversidades , onde se falsificam documentos ou até por uma procuração dão calotes lesão sem dó seus clientes, é vasto o campo de desonestidade , desdém e falta de humaneidade do ser humano principalmente aqui no brasil onde muitos se espelham com prazer nos políticos corruptos q temos espalhados no país chamado brasil da corrupção , é vergonhoso e triste tudo isso

    ResponderExcluir
  8. essa é a realidade , o futuro do país , arrogância , prepotência etc...e tal , por fim serão péssimos profissionais mercenários q temos hj , em qualquer área, onde se negam a atender pacientes e os mesmos vir a óbito pois os seus juramentos foi camuflados pela ganância\maldades e perversidades , onde se falsificam documentos ou até por uma procuração dão calotes lesão sem dó seus clientes, é vasto o campo de desonestidade , desdém e falta de humaneidade do ser humano principalmente aqui no brasil onde muitos se espelham com prazer nos políticos corruptos q temos espalhados no país chamado brasil da corrupção , é vergonhoso e triste tudo isso

    ResponderExcluir
  9. essa é a realidade , o futuro do país , arrogância , prepotência etc...e tal , por fim serão péssimos profissionais mercenários q temos hj , em qualquer área, onde se negam a atender pacientes e os mesmos vir a óbito pois os seus juramentos foi camuflados pela ganância\maldades e perversidades , onde se falsificam documentos ou até por uma procuração dão calotes lesão sem dó seus clientes, é vasto o campo de desonestidade , desdém e falta de humaneidade do ser humano principalmente aqui no brasil onde muitos se espelham com prazer nos políticos corruptos q temos espalhados no país chamado brasil da corrupção , é vergonhoso e triste tudo isso

    ResponderExcluir
  10. essa é a realidade , o futuro do país , arrogância , prepotência etc...e tal , por fim serão péssimos profissionais mercenários q temos hj , em qualquer área, onde se negam a atender pacientes e os mesmos vir a óbito pois os seus juramentos foi camuflados pela ganância\maldades e perversidades , onde se falsificam documentos ou até por uma procuração dão calotes lesão sem dó seus clientes, é vasto o campo de desonestidade , desdém e falta de humaneidade do ser humano principalmente aqui no brasil onde muitos se espelham com prazer nos políticos corruptos q temos espalhados no país chamado brasil da corrupção , é vergonhoso e triste tudo isso

    ResponderExcluir
  11. TODOS SÃO ASSIM QUANTO MAIS RICO RIDÍCULOS..

    ResponderExcluir
  12. POVO FAZ MIMIMI POR QQ COISA....AFFF!

    ResponderExcluir
  13. mimimi da pora, esse tal de politicamente correto é a prova que vivemos a pior geração de todas!

    ResponderExcluir
  14. Caramba! Que lição de vida! Parabéns ao garoto! Em países como Japão e Noruega, as diferenças salariais são irrisórias e o filho do diretor de uma grande empresa estuda na mesma escola do filho de qualquer outro funcionário.

    ResponderExcluir
  15. infelizmente coisas como essa nunca vão deixar de existir, os tais que "deram certo ", provavelmente tem que procurar os que não "deram certo" pra ver se aprendem o que é dignidade, ética e bom senso. más o rapaz que escreveu o texto, esse sim com certeza "deu certo" e mandou ver. parabéns!

    ResponderExcluir
  16. Vamos trabalhar e ter auto estima quem fica se vitimizado e com discurso surreais querendo sensibilizar as pessoas não vai pra lugar algum

    ResponderExcluir
  17. Vamos trabalhar e ter auto estima quem fica se vitimizado e com discurso surreais querendo sensibilizar as pessoas não vai pra lugar algum

    ResponderExcluir
  18. Já fui funcionário de uma grande empresa na região hoje eu tenho minha empresa enquanto eu fazia horas extras os meus colegas iam beber cachaça hoje passam nescidade não fizeram economia e culpam as empresas já o meu discurso e que empresário e a solução geram empregos e pagão impostos problema são os políticos que direcionam errado

    ResponderExcluir
  19. Já fui funcionário de uma grande empresa na região hoje eu tenho minha empresa enquanto eu fazia horas extras os meus colegas iam beber cachaça hoje passam nescidade não fizeram economia e culpam as empresas já o meu discurso e que empresário e a solução geram empregos e pagão impostos problema são os políticos que direcionam errado

    ResponderExcluir
  20. Vamos trabalhar e ter auto estima esse negócio de achar quem tem dinheiro não presta e negócio de babaca recalcado tem rico bom rico chato como tem pobre bom e pobre chato quem define o caráter não é a classe social e a própria pessoa fica a dica para os revoltados recalcados doidos para fica rico e fica com essa hipocrisia kkkkkk

    ResponderExcluir
  21. Vamos trabalhar e ter auto estima esse negócio de achar quem tem dinheiro não presta e negócio de babaca recalcado tem rico bom rico chato como tem pobre bom e pobre chato quem define o caráter não é a classe social e a própria pessoa fica a dica para os revoltados recalcados doidos para fica rico e fica com essa hipocrisia kkkkkk

    ResponderExcluir
  22. o texto disse tudo parabens garoto que Deus te de mais e mais sabedoria com certeza vc e um dos que deram certo pelo caminho certo

    ResponderExcluir
  23. Algo confuso me chamou atenção: A matéria faz referencia correta sobre de onde surgiu a problemática,ou seja, o IENH, uma instituição de ensino da Igreja Luterana, porém a carta esta endereçada ao Colégio Marista que é uma instituição de ensino Católica. a atividade curricular deveras foi da IENH.Texto em resposta a atividade esta muito bem produzido porem, endereçado a instituição errada. vamos da crédito a quem o tem. para fundamentar meu comentário deixo aqui o site na referida instituição com uma nota de esclarecimento sobre a atividade e sua repercussão.http://educacaobasica.ienh.com.br/br/nota-de-esclarecimento

    ResponderExcluir