segunda-feira, 5 de junho de 2017

Mais de 30 mil jovens são assassinados por ano no Brasil

Os jovens de 15 a 29 anos são as principais vítimas de homicídio no Brasil e, entre 2012 e 2015, mais de 30 mil pessoas nessa faixa etária foram assassinadas por ano no país. 

Os dados fazem parte do Atlas da Violência 2017, divulgado nesta segunda-feira (5) pelo Instituto de Pesquisa Econômica e Aplicada (Ipea) e pelo Fórum Brasileiro de Segurança Pública. Apesar de 2015 ter registrado uma queda de 3,6% em relação a 2014, o número de jovens mortos continuou acima dos 30 mil, com 31.264. 

A situação se repete desde 2012 e atingiu o pico de 32.436 em 2014. De 2005 a 2015, o número de jovens mortos no país cresceu 16,7%. Enquanto a taxa de homicídios da população em geral é de 28,9 casos para cada 100 mil habitantes, entre os jovens a proporção é de 60,9 casos. Dentro dessa faixa etária, as principais vítimas são os homens jovens. Entre eles, a taxa de homicídios chega a 113,6 casos por 100 mil habitantes. O problema se agrava em alguns estados, onde a taxa pode ser o dobro da nacional. *Agência Brasil

2 comentários:

  1. CLARO...90% DESSES QUE MORREM É TUDO ENVOLVIDO COM TRAFICO E É LADRÃO...CONSEQUÊNCIA DAS ESCOLHAS

    ResponderExcluir
  2. A culpa é nossa que não soubemos escolher o nosso presidente em 2002 quando elegemos o maior ladrão na história deste país. Desarmou o cidadão de bem, incentivou os preguiçosos a não gostar de trabalhar, montou uma quadrilha para saque os cofres públicos.

    ResponderExcluir