domingo, 25 de junho de 2017

Pânico, correria e desmaios após tiroteio que matou jovem no bairro São Pedro


Em meio ao som de bombas e músicas juninas, moradores do bairro São Pedro, em Itabuna, viveram momentos de pânico na noite deste sábado (24). Era por volta das 19h30min. Familiares e amigos curtiam a noite de São João, na praça daquele bairro, quando, de repente, ouve-se alguns estrondos, que mais pareciam bombas.

Começa um corre-corre e ai percebe-se que não eram fogos e sim, tiros. Homens em um carro Vectra de cor escura desceram e efetuaram vários disparos conta um rapaz, identificado como Jônatas Bezerra Calixto, de 20 anos. Jônatas ainda conseguiu correr para o outro da praça, onde caiu agonizando em frente a um mercado. O Samu esteve no local, mas a vítima já estava morta.

Segundo informações da polícia, Jônatas, que também era mais conhecido como “Ninho Cão”, tinha envolvimento com o mundo do crime. Jônatas, além de ter passagem pela polícia, era investigado por participação em diversos assaltos a motocicletas em Itabuna.

"Sangue espirrou"
Familiares da vítima estiveram no local e lamentaram a morte do jovem. Uma cena macabra chamou a atenção de todos. Um travesti se ajoelhou e encostou a boca no sangue do corpo de Jônatas, que já tinha sido removido para o Departamento de Polícia Técnica. Ele chegou a bater com as duas mãos contra o sangue, que espirrou em algumas pessoas que ali estavam. O perito Jorge Selma, que fazia o levantamento cadavérico, saiu todo sujo de sangue.

Duas pessoas desmaiaram, inclusive o travesti, após ver o corpo de Jônatas ser colocado no rabecão. Jônatas era morador do Zizo e foi atingido com dois tiros. Esse foi o sexto homicídio no mês de junho e o 68º de 2017, em Itabuna.

Nenhum comentário:

Postar um comentário