sexta-feira, 30 de junho de 2017

Suspeito de liderar tráfico e comparsa são presos em operação que investiga suspeitos de balear PM


Um homem apontado como líder do tráfico de drogas na localidade do Inferninho, em Marechal Rondon, em Salvador, e um comparsa foram presos nessa quinta-feira (29), durante uma ação das polícias Civil e Militar que investigava os suspeitos de balear o capitão da reserva da Polícia Militar Adelmo Cardoso, de 54 anos, durante um assalto no mesmo bairro.

A vítima também atua como segurança do cantor Léo Santana, segundo a assessoria do artista. Foram presos Carlos Souza de Oliveira, conhecido como Carlinhos, e Gilvan Correia da Silva, o Neguinho. Segundo a polícia, os dois não têm envolvimento com a tentativa de homicídio contra o PM, mas já vinham sendo procurados por outros crimes.

De acordo com a delegada Ivete dos Anjos, da 4ª Delegacia Territorial (DT/São Caetano), dois revólveres calibre 38 e porções de drogas já embaladas para venda, foram apreendidas com Carlos. Ele e o comparsa foram autuados em flagrante por tráfico de drogas e porte ilegal de arma e devem ser encaminhados ao sistema prisional. 

Ainda de acordo com a Polícia Civil, equipes da 4ª DT/São Caetano, 9ª Companhia Independente de Polícia Militar (CIPM/Pirajá) e Batalhão de Choque (BCPM) devem prosseguir com as incursões até a localização dos autores do assalto cometido contra o PM. A polícia não informou que se há alguma ligação dos dois homens presos com os suspeitos de envolvimento na ação que deixou o capitão ferido.

O capitão Adelmo Cardoso foi alvejado durante um assalto na Rua Vicente Celestino, por volta das 6h30 de quinta- feira , quando saía de casa para ir à academia. Segundo a PM, o capitão foi baleado no queixo. Ele foi socorrido por um vizinho para o Hospital do Subúrbio, de onde foi transferido para um hospital particular. 

O policial não corre risco de morrer. A assessoria do cantor Léo Santana informou que o artista e empresários dele também prestam assistência ao capitão. Segundo a polícia, o capitão teve o celular e a arma roubados por um suspeito que aparenta ter 16 anos. O criminoso teria fugido em um carro dirigido por um comparsa. Policiais fazem buscas na região. Até a publicação desta reportagem, ninguém havia sido preso.

Outro caso


Outro PM foi baleado durante uma tentativa de assalto a um caminhão na manhã de quinta, em Salvador. O caso aconteceu em Paripe, subúrbio da capital. 

A vítima foi um sargento, que passava pelo local com a mulher, quando foi reconhecido pelo motorista do caminhão que era vítima do assalto. O policial acabou baleado por um dos bandidos. A mulher dele não teve ferimentos. 

O PM foi alvejado também no rosto. Ele foi socorrido para o Hospital do Subúrbio e transferido depois para um unidade particular. O policial não corre risco de morte. Os suspeitos ainda não foram identificados. G1

Nenhum comentário:

Postar um comentário