terça-feira, 13 de junho de 2017

Três mortos em tiroteio eram suspeitos de roubo a carros e tráfico de drogas

Três pessoas morreram ao entrar em confronto com a polícia na noite de segunda-feira (12), no bairro de Marechal Rondon, em Salvador. Os homens eram suspeitos de participar de uma quadrilha especializada em roubos de veículos e tráfico de drogas, de acordo com a Secretaria de Segurança Pública (SSP). Outro suspeito foi baleado, mas conseguiu fugir

A ação foi realizada por  policiais das Operações Apolo e Gêmeos, que teriam sido recebidos a tiros pelos suspeitos. Com eles, foram apreendidas duas metralhadoras e uma pistola, além de 120 trouxinhas de maconha. Segundo a SSP, o grupo tinha participação direta em roubos de veículos na capital e Região Metropolitana, além de ligação com a venda de entorpecentes na região. Nenhum policial saiu ferido. G1

2 comentários:

  1. nossos policiais precisam de maior atenção tanto por parte da sociedade como do lado do governo. diria que é única instituição que está ao lado do povo e presta um serviço fantástico apesar das dificuldades de salários, equipamentos e principalmente reconhecimento com quem trabalha, se dedica e põe até suas vidas em perigo pra nos proteger. parabéns aos nossos policias.que deus abençoe vocês!

    ResponderExcluir
  2. E cada vez mais os numeros so almentam nunca vir um governo de esquerda mata tanta gente como em altos de resistencia . O Estado ainda lidera em autos de resistência e letalidade policial Quando e por que foi criado o auto de resistência? Medida administrativa criada durante o regime militar, o auto de resistência é usado para evitar a prisão em flagrante do agente envolvido em homicídio durante a ação policial.
    na ditadura, para justificar a não prisão em flagrante do policial autor de homicídio. Ele não existe na lei. Não tem auto de resistência no Código Penal.

    ResponderExcluir