domingo, 23 de julho de 2017

Caixa pode pagar FGTS após o fim do prazo em caso de erros e fraudes


O prazo para sacar o FGTS (Fundo de Garantia do Tempo de Serviço) inativo se encerra no dia 31 deste mês, mas os trabalhadores que foram vítimas de fraude ou não encontraram todo o dinheiro que esperavam em alguma conta não deverão ser prejudicados.

É que os casos que forem resolvidos pela Caixa Econômica Federal, responsável pela liberação dos valores, terão seus pagamentos feitos mesmo após a data-limite para o saque.

Para garantir que o dinheiro seja liberado, o trabalhador precisa ir a uma agência até o fim do mês para demonstrar o interesse em recebê-lo.

O banco, então, irá investigar qual foi o erro e, em até 30 dias, fará o depósito dos valores pendentes. 

O prazo maior não vale para quem precisa apresentar alguma comprovação que lhe dê direito ao saque, como nos casos em que o patrão deixou de informar ao banco que o trabalhador saiu do emprego.


Esses cotistas precisam ir a uma agência da Caixa até o dia 31 de julho já com os documentos em mãos, como a carteira profissional e o termo de rescisão do contrato de trabalho.

Nenhum comentário:

Postar um comentário