segunda-feira, 3 de julho de 2017

Dono de Buffet é preso em Itabuna acusado de estelionato

Amaury Júnior, dono da empresa AJ Eventos, foi preso, na tarde desta segunda-feira (3), no centro de Itabuna. Policiais militares realizaram a prisão após a denúncia de que ele havia aplicado golpes em duas mulheres. Na delegacia, vinte pessoas, entre as que foram vítimas e as que estão preocupadas com eventos agendados, registraram ocorrências. O Diário Bahia conversou com oito pessoas.

Uma mulher relatou que foi contratada por Amaury para fazer doces para festas e não recebeu o pagamento. Além disso, ele fez compras de produtos de beleza importados que ela vendia, no total de R$750,00. Na soma, ela teve um prejuízo de R$3.775 ,00.

Um segunda vítima relatou ao Diário Bahia que foi contratada para fornecer bolos para o buffet, mas também não recebeu o valor, tendo um prejuízo de R$1.350,00. A terceira vítima é uma funcionária contratada que prestava serviços a ele e, sem receber pagamentos, teve um prejuízo no valor de mais de R$3mil.

Uma quarta vítima não foi lesada financeiramente, mas foi informada que teve sua foto usada pelo acusado, que fingia que ela seria funcionária dele.

Uma mulher compareceu a delegacia extremamente preocupada, uma vez que preparava uma festa para o final do ano e agora não tem certeza de que o evento acontecerá. Ela explica que telefonou para a casa de eventos na qual Amaury afirmou que ocorreria a festa e descobriu que nenhuma reserva foi feita para a data. Ela ainda disse que ele passou informações diferentes sobre os valores do espaço.

A dona da casa de eventos, ao saber que o nome do espaço estava sendo usado pelo estelionatário, também procurou a delegacia.

Uma sétima mulher deu queixa na delegacia. A festa de formatura dela aconteceria no próximo dia 11. Ela conta que já tinha pago R$700,00, mas que ao suspeitar de Amaury, decidiu cancelar o evento e pedir o dinheiro de volta. O dinheiro não foi devolvido e, na delegacia, ela descobriu que boa parte dos fornecedores também foram vítimas. “Ele disse que trabalhava com sonhos e ele acabou de destruir o meu sonho”, declarou ao Diário Bahia.

Por volta das 17h30, mais uma pessoa compareceu  à delegacia e afirmou ter contratado Amaury para uma festa. Informação do Diário Bahia 

Nenhum comentário:

Postar um comentário