segunda-feira, 21 de agosto de 2017

Austrália confirma morte de menino de 7 anos em atentado de Barcelona

O governo da Austrália confirmou "com profunda tristeza" neste domingo (20) a morte do australiano Julian Cadman, de 7 anos, no atentado ocorrido na quinta-feira passada em Barcelona, no qual a mãe do menino ficou ferida. "Entramos em contato com a família, que pediu privacidade neste momento difícil e horrível, e pedimos à imprensa que respeite esse pedido", disse a ministra de Relações Exteriores australiana, Julie Bishop, em comunicado. As informações são da Agência EFE.

Em mensagem enviada pelos parentes e divulgada pelo canal local ABC, "Julian era um membro amado e adorado da família", com uma personalidade "ativa, divertida e brincalhona". "Somos abençoados por tê-lo nas nossas vidas. Lembraremos de seus sorrisos e guardaremos a sua lembrança em nossos corações", disse a família, que agradeceu a todos os que contribuíram na busca do menino, o que motivou uma intensa campanha nas redes sociais.

O departamento de Interior do governo regional da Catalunha informou hoje que tinha identificado mais três vítimas dos atentados de Barcelona e Cambrils, entre eles Julian Cadman, de dupla nacionalidade australiana e britânica.

Com a identificação do menino, que estava em Barcelona junto à mãe, chega a 12 o número de mortos identificados entre os 14 deixados pelo atropelamento em massa causado por jihadistas na quinta-feira passada. A mãe do menino, Jom Cadman, está hospitalizada em Barcelona.

Nenhum comentário:

Postar um comentário