quarta-feira, 23 de agosto de 2017

Brasil registrou um estupro coletivo contra mulher a cada duas horas e meia em 2016

Dados do Ministério da Saúde indicam que uma mulher brasileira sofreu estupro coletivo a cada duas horas e meia em 2016. Foram registrados 3.526 casos pelas unidades de saúde de todo o país no ano passado, alta de 12,5% em relação aos 3.132 de 2015. Em comparação a 2011, o número subiu 124%. 

De acordo com o G1, São Paulo, Rio de Janeiro e Minas Gerais, os três estados mais populosos, registraram 1.360 casos de estupro com dois ou mais agressores. As unidades da Federação com maior percentual de ocorrência desse crime são Acre, Tocantins e Distrito Federal, quando houve mais de 4 casos para 100 mil habitantes dos locais. 

Por outro lado, os estados com menor índice desse tipo de crime são Paraíba, Rio Grande do Norte, Maranhão, Sergipe e Bahia - nestes, foram registrados menos de um estupro coletivo a cada 100 mil habitantes. Os dados do Ministério da Saúde correspondem ao número de vítimas que buscaram atendimento em hospitais públicos ou privados, ainda que não tenham registrado boletim de ocorrência. O Sistema Único de Saúde garante acesso gratuito a atendimento psicológico, contracepção de emergência e profilaxia para DST, HIV e Hepatite B, de acordo com a pasta.

Nenhum comentário:

Postar um comentário