segunda-feira, 21 de agosto de 2017

Confusão generalizada provoca cancelamento de show com Alinne Rosa e Lorena Simpson em Salvador

Uma confusão generalizada provocou o cancelamento dos shows das cantoras Alinne Rosa e Lorena Simpson, que ocorreria no Cais Dourado, no bairro da Calçada, em Salvador, na madrugada deste domingo (20).

A situação ocorreu após uma enorme fila ter se formado do lado de fora da casa de shows. A organização decidiu abrir os portões para evitar confusão, mas uma parte do público que pagou apenas para ter acesso à pista acabou invadindo o camarote. Além disso, pessoas que não pagaram pelo evento também acabaram entrando e praticando atos de vandalismo.

O produtor do evento, Jairo Barbosa, detalhou a situação. Ele conta que a fila de acesso à festa, do lado de fora do Cais Dourado, cresceu mais do que o esperado. Para evitar incidentes, disse que os portões foram abertos, o que teria provocado uma superlotação no espaço de shows.

Na confusão, o produtor afirma que uma parte do público, que pagou para ter acesso à pista, acabou invadindo o camarote e consumindo as bebidas. A situação provocou o protesto das pessoas que pagaram pelo camarote e que viram as bebidas acabarem antes do horário prometido para encerramento do open bar.

"As pessoas se aproveitaram da situação e entraram no camarote. A programação era de ter bebida até as 5h, mas às 3h já não tinha mais bebida suficiente".

Além da invasão do camarote, Jairo contou que, após a confusão na portaria, algumas pessoas que não pagaram pelo evento acabaram entrando e cometendo atos de vandalismo. "Jogaram latinhas no palco e derrubaram os disciplinadores [estruturas metálicas para organizar as filas]".

Por conta do tumulto, as cantoras Alinne Rosa e Lorena Simpsom, que já estavam aguardando para subir no palco, foram orientadas pela produção a não fazerem o show por motivo de segurança.

Por meio de nota oficial, a JB Produções e Eventos, que organizou o evento, lamentou o ocorrido e disse reconhecer as falhas na organização. A empresa disse ainda que o público "que adquiriu os ingressos serão ressarcidos, mediante comprovação do pagamento". (G1)

Nenhum comentário:

Postar um comentário