sábado, 12 de agosto de 2017

Policial militar é assassinado e chega a 97 o número de PMs mortos em 2017 no RJ


Um policial militar foi baleado dentro de casa neste sábado (12), em Olinda, Nilópolis, na Baixada Fluminense. Segundo investigadores, a principal suspeita é de que o soldado Vaine Luiz dos Santos Ferreira, 33 anos, lotado na UPP do Caju, tenha sido assassinado pelo próprio cunhado, que vive no mesmo terreno.

Esta foi a terceira morte de um policial militar em menos de 24 horas no Grande Rio. Na noite de sexta-feira (11), o soldado Samir da Silva Oliveira, de 36 anos lotado na UPP São João, morreu após ser baleado no Méier. Na madrugada deste sábado, a policial Elisângela Bessa Cordeiro, de 41 anos, lotada no 5º BPM, foi assassinada em assalto em Coelho Neto.

Sete tiros nas costas

Ainda de acordo com a polícia, Vaine Ferreira foi morto na frente do filho, que é afilhado do suspeito de ser autor de sete disparos pelas costas, o guarda municipal Marcelo de Moura Maciel. Segundo relatos, Marcelo fugiu do local após o crime. Os dois brigavam pela propriedade de um terreno.

O PM estava há quatro anos na corporação. A Divisão de Homicídios da Baixada Fluminense investiga o caso, registrado na 57ª DP.

Em nota, a Guarda Municipal informou que "lamenta profundamente a morte de mais um policial militar" e que "a Corregedoria da instituição já iniciou apuração interna e acompanhará as investigações da Polícia Civil para tomar as medidas cabíveis em relação ao GM Marcelo de Moura Maciel, apontado como autor do crime".

Um comentário:

  1. Infelizmente verdinho já são 4 em menos de 24 HS..

    ResponderExcluir