quinta-feira, 10 de agosto de 2017

Secretária de Assistência Social visita Conjunto Penal de Itabuna


A Secretária de Assistência Social de Itabuna, Sandra Neilma, visitou na manhã desta quinta-feira (10), o Conjunto Penal da cidade. Acompanhada do vereador Júnior Brandão e do diretor do Presídio, Adriano Jácome, a secretária reforçou o compromisso da gestão municipal em atender as todas as demandas sociais do município a partir da implantação de políticas públicas em prol da população.

Ciente de que medidas sociais são importantes ferramentas no combate ao crescimento da violência, a Secretária ressalta que é necessário fortalecer ações socioeducativas que visem assistir o interno no processo de reinserção social. Para Sandra, é preciso ainda ter uma atenção especial com as famílias que precisam de auxílio diante do cárcere de seus entes.
“Temos um cuidado particular com esse aspecto de não deixar as famílias em estado de vulnerabilidade por conta da prisão de algum de seus membros. É prioridade do Prefeito Fernando Gomes que a criança esteja na escola, que os pais tenham oportunidade de trabalho, mesmo diante de condições adversas, como é essa situação daqueles que estão em detenção”, pontua a secretária.
Na avaliação do vereador Junior Brandão, é preciso conhecer melhor o funcionamento do Conjunto Penal de Itabuna no sentido de conferir aos internos oportunidades após o cumprimento da pena. O vereador destaca que muitos internos estão aprendendo uma profissão a partir das oficinas e atividades existentes dentro do conjunto penal. Para Júnior, “tais medidas elevam a autoestima do cidadão e dão esperança de um futuro longe de práticas ilegais”.
Com uma população carcerária superior a 1300 internos que o coloca como a segunda unidade mais populosa do estado da Bahia, o presídio de Itabuna é administrado atualmente através de uma Parceria Público-Privada (PPP), na qual a empresa Socializa é responsável pela cogestão do Conjunto Penal da cidade.  O Diretor Adriano Jácome ressalta a importância do trabalho humanizado da gestão do conjunto. Para Adriano, “o foco na assistência social tem fortalecido a relação com as famílias dos internos e contribuído para estrutura-los diante dos momentos difíceis”.

Nenhum comentário:

Postar um comentário