quinta-feira, 7 de setembro de 2017

Itabuna comemora 7 de setembro com desfile cívico na Avenida do Cinquentenário

Confira as 522 fotos feita pelo Blog Verdinho Itabuna 

Milhares de pessoas se reuniram na manhã desta quinta-feira (7) na Avenida do Cinquentenário em Itabuna para acompanhar o desfile de 7 de setembro. A programação começou pontualmente às 8 horas. 

Desfilaram na avenida o grupamento formado pelo Tiro de Guerra, Colégio da Polícia Militar, 15º Batalhão de Policia Militar, Policias Rodoviária estadual e federal, além do 4° Grupamento de Bombeiros, a Guarda Civil Municipal e o Samu, que se apresentou pela primeira vez na avenida.
O desfile cívico também contou com a participação de escolas da rede privada, estadual e municipal, que teve como tema “ Brava Gente Brasileira”, além de entidades e clubes de serviço.
A apresentação das escolas municipais foi precedida pela Fanfarra da Fundação Itabunense de Cultura e Cidadania e em seguida um grupo de alunos utilizou uma faixa destacando Itabuna unida pelo direito de aprender, como fator básico de valorização da cidadania. 
Um fato que chamou atenção da população e amedrontou quem foi assistir o desfile, foi a presença do temido “doido do pau”. Ele “desfilou” no meio da Avenida, passando em frente ao palanque onde estava o prefeito Fernando Gomes e outras autoridades municipais.

Independência do Brasil

A Independência do Brasil é um dos fatos históricos mais importantes de nosso país, pois marca o fim do domínio português e a conquista da autonomia política. 

Em 9 de janeiro de 1822, D. Pedro I recebeu uma carta das cortes de Lisboa, exigindo seu retorno para Portugal. Há tempos os portugueses insistiam nesta ideia, pois pretendiam recolonizar o Brasil e a presença de D. Pedro impedia este ideal. Porém, D. Pedro respondeu negativamente aos chamados de Portugal e proclamou: "Se é para o bem de todos e felicidade geral da nação, diga ao povo que fico." 
Após o Dia do Fico, D. Pedro tomou uma série de medidas que desagradaram a metrópole, pois preparavam caminho para a independência do Brasil. D. Pedro convocou uma Assembleia Constituinte, organizou a Marinha de Guerra, obrigou as tropas de Portugal a voltarem para o reino. Determinou também que nenhuma lei de Portugal seria colocada em vigor sem a sua aprovação. Além disso, o futuro imperador do Brasil, conclamava o povo a lutar pela independência. 

D. Pedro fez uma rápida viagem à Minas Gerais e a São Paulo para acalmar setores da sociedade que estavam preocupados com os últimos acontecimentos, pois acreditavam que tudo isto poderia ocasionar uma desestabilização social. Durante a viagem, D. Pedro recebeu uma nova carta de Portugal que anulava a Assembleia Constituinte e exigia a volta imediata dele para a metrópole sob ameaça de invasão militar. 

Esse documento chegou as mãos de D. Pedro quando este estava em viagem de Santos para São Paulo. Próximo ao riacho do Ipiranga, levantou a espada e gritou : " Independência ou Morte !". Este fato ocorreu no dia 7 de setembro de 1822 e marcou a Independência do Brasil. No mês de dezembro de 1822, D. Pedro foi declarado imperador do Brasil.


Nenhum comentário:

Postar um comentário