domingo, 10 de setembro de 2017

Policial suspeito de matar baiano no DF após briga pelo WhatsApp é preso

Adilson, na motocicleta, uma de suas paixões, e o policial José Arimateia (Fotos: Reprodução)
O policial militar reformado José Arimatéia Costa, suspeito de matar um vizinho a tiros em Samambaia, no Distrito Federal, foi preso na noite deste sábado (9) no Gama. Segundo a Polícia Militar do DF, a prisão foi feita pela Corregedoria da corporação. A PM informou ao G1 que o policial quebrou o braço e deve passar por uma cirurgia. 

Ele vai ficar sob custódia e, após alta médica, será levado à carceragem da corporação, que fica próxima ao Complexo Penitenciário da Papuda. O crime aconteceu na noite de quinta-feira (7). Costa e um vizinho, Adilson Silva, 36, discutiram em um grupo de mensagens do condomínio onde moravam, em Samambaia. De acordo com a Polícia Civil, depois da troca de mensagens Costa foi até o apartamento de Silva, onde voltaram a discutir e entraram em luta corporal. 

Em seguida, o policial reformado sacou uma arma e disparou contra o vizinho. Ainda na noite de quinta, a Polícia Civil ouviu outros dois moradores do prédio e a mulher da vítima, que presenciou o homicídio. A Polícia Civil informou que o Costa disparou duas vezes contra Silva, que foi atingido no tórax e morreu no local. Depois do crime, o policial reformado fugiu de carro. Imagens das câmeras de segurança do condomínio registraram o momento da fuga.

Link relacionado:
Policial mata baiano no DF após briga em grupo de condomínio no WhatsApp

Nenhum comentário:

Postar um comentário