quarta-feira, 13 de setembro de 2017

STF decide nesta quarta se impede Janot de apresentar nova denúncia contra Temer

O Supremo Tribunal Federal (STF) decidirá nesta quarta-feira (13) se impede o procurador-geral da República, Rodrigo Janot, de oferecer nova denúncia contra o presidente Michel Temer.

A Corte também deverá decidir nesta quarta se afasta Janot dos processos nos quais Temer é investigado e, ainda, se as provas entregues por delatores da J&F contra o presidente são válidas.

A decisão sobre esses três temas caberá aos 11 ministros que integram o plenário da Corte. A sessão está marcada para as 14h.

No mês passado, a defesa de Temer pediu ao Supremo que declare Janot suspeito e o retire das investigações relacionadas ao presidente. A argumentação é que o procurador-geral tem "ideia fixa" de acusar Temer, se deixou "tomar por uma questão única, obstinada" e, "teimosamente", tenta destituir o presidente.

Temer foi denunciado por corrupção passiva em junho deste ano, com base nas delações dos executivos da J&F. Mas o Supremo só poderia analisar o caso se a Câmara dos Deputados autorizasse. A maioria dos deputados, porém, rejeitou o prosseguimento do processo.

A expectativa no mundo político é que Janot oferecerá nova denúncia contra Temer nos próximos dias, por obstrução da Justiça e organização criminosa, também com base nas delações da J&F e do operador financeiro Lúcio Funaro.

Nenhum comentário:

Postar um comentário