quarta-feira, 6 de setembro de 2017

Travestis são presas acusadas de matar professor itabunense

Duas pessoas foram presas e uma apreendida na madrugada desta quarta-feira (6), no município de Barreiras, no oeste da Bahia, suspeitas de terem envolvimento na morte do professor de inglês e músico Tallis Silva Bastos. O crime ocorreu no sábado (2).

Em entrevista ao G1, o delegado José Romero, que investiga o caso, contou que as três pessoas suspeitas são travestis. Duas delas tiveram os nomes de registro divulgados: Wanderson Evangelista dos Santos e Igor Mariano dos Santos Silva. A terceira suspeita é uma adolescente.

Durante depoimento, o delegado contou que as três travestis confessaram participação no crime e relataram uma suposta motivação. “Dizem que fizeram um programa com a vítima e que no final houve recusa de pagamento. Isso vai ser investigado”. O crime de latrocínio, que é roubo seguido de morte, também é uma hipótese investigada.


O delegado José Romero diz que o golpe de faca que matou o professor de inglês foi desferido pela travesti Wanderson Evangelista dos Santos.

As duas suspeitas que são maiores de idade foram presas. A adolescente envolvida foi ouvida e liberada. Entretanto, o delegado disse que será solicitada a internação dela ao Ministério Público da Bahia (MP-BA).

Link relacionado:

Nenhum comentário:

Postar um comentário