quinta-feira, 12 de outubro de 2017

Agiota é assassinado em Camamu

O empresário Jefferson Davi Santos Pereira, de aproximadamente 38 anos, foi assassinado com diversos disparos de arma de fogo na noite desta quarta-feira (11) na cidade de Camamu. 

Segundo informações, Jefferson era dono de uma locadora de carros, e também atuava como agiota, pessoa que empresta dinheiro para outra de modo ilegal, com taxas altíssimas e sem autorização do Banco Central, o que levanta a hipótese de que o homicídio pode estar ligado a crime financeiro.

Ainda de acordo com informações, a vitima foi baleada quando estava bebendo em um bar na companhia de dois homens de prenomes Cleberson e Ailton.

De acordo com testemunhas, os criminosos estavam em veículo HB20 branco e após os disparos fugiram sentido a cidade de Itabuna.

Jefferson foi morto com mais de 15 tiros. Ele chegou a ser socorrido para o Hospital de Base, onde foi constatado o óbito.

Não há informações sobre os atiradores. A Polícia vai investigar a motivação do crime. Jeferson deixa a esposa e dois filhos.

27 comentários:

  1. Vocês deveriam ter mais cuidado na matéria eu já tomei dinheiro emprestado na mão de jerffesom e foi muito mais barato que o banco que tem a taxa regularizada pelo governo e autorização do governo esses sim que são exploradores e tem mais ele não oferecia dinheiro para ninguém as pessoas que iam atras dele

    ResponderExcluir
  2. Que crueldade esse cara era gente boa pode ter certeza que vão pegar os assasinos agora que a matéria está tendenciosa em relação a vítima daqui a pouco vão dizer que os assasinos eram santos

    ResponderExcluir
  3. Que crueldade esse cara era gente boa pode ter certeza que vão pegar os assasinos agora que a matéria está tendenciosa em relação a vítima daqui a pouco vão dizer que os assasinos eram santos

    ResponderExcluir
  4. Uma grande perda para região (em relação a dinheiro emprestado ele tinha as taxas bem mais baixa que as das oficiais quem fez isso deve ter outros motivos com certeza)

    ResponderExcluir
  5. Uma grande perda para região (em relação a dinheiro emprestado ele tinha as taxas bem mais baixa que as das oficiais quem fez isso deve ter outros motivos com certeza)

    ResponderExcluir
  6. Agiota nenhum oferece dinheiro a ninguém , toma emprestado quem quer

    ResponderExcluir
  7. Era mulherengo também, pode ter sido crime financeiro, como pode ter sido algum peruca de touro!

    ResponderExcluir
  8. Com certeza gente Boa não era mesmo,olha o corpo gravado de balas,quem fez isso estava com muita raiva dele.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vc conhecia ele seu ou sua filha da peste, pra falar que o cara né gente boa, a família já tem a dor de perda ainda tem que ouvir esses tipo de comentário absurdo desse, fica com.sua boca fechada antes de falar merda

      Excluir
    2. E tu és do bem?fala palavras diabólicas.Julga sem conhecer és do bem mesmo?Penda nas maldades que tu deves fazer e arrependa-se.És do bem?ou tem dinheiro fácil com a necessidade alheia?caia boca para gente como vós é nunca.Deus conforte a família e que o morreu encontre repouso nos braços do Pai.Não o conheci tenha certeza nem gostaria pq morreu agora é bonzinho.Hipocrisia pura ô "do bem"

      Excluir
  9. Taxas altíssimas? As taxas dos agiotas em média são bem mais baixas que muitas linhas de crédito dos bancos, como cartão de crédito ou empréstimo pessoal. É são bem mais flexíveis com os clientes, que geralmente são amigos ou conhecidos, que os próprios brancos.

    ResponderExcluir
  10. Esse editor do site Verdinho, deveria ter alguma rusga com o rapaz, no mínimo tomou e não pagou!!! Porque não fazem uma matéria com os juros abusivos dos cartões de crédito no país????PQP

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Porque agiotagem é crime sua anta.Lesão de consciência por isso que eles ficam esperando um besta aparecer necessitando de empréstimos.Claro que não vão sir de porta a porta gritando:"Eu sou agiota,empresto dinheiro a 20% de juros,quem quer?"VERDINHO PARABÉNS

      Excluir
  11. É verdade que algumas pessoas na hora de uma necessidade maior procuram agiotas eles emprestam mesmo pq é procurado e emprestam,mas têm alguns que a pessoa paga juros três,quatro anos e eles não dão por encerrado nunca e cada vez a dívida aumenta mais.Por isso que estão ricos,donos de imóveis as custas da precisão do outro.Deus que perdoe os pecados deste homem que ele descanse em paz.O melhor mesmo é não os procurar.Ou morre o agiota ou quem pegou dinheiro emprestado nem que seja de arrependimento.Meus sentimentos aos familiares.

    ResponderExcluir
  12. Com certeza quem fez isso com ele foi alguém que tomou grana emprestado não teve como pagar aí vai tira a vida de um trabalhador,pq vou dizer uma verdade, quem empresta dinheiro não sai por aí oferecendo grana emprestado,os endividados que procuram ele,eu falo isso pq já tomei grana emprestado a juros e ninguém me ofereceu,eu que fui procurar pra resolver meus "pepinos",poxa se não podia pagar caramba fazia um acordo e não precisava deixar um viúva e filhos sem um pai,mas os assassinos não tardam a ser pegos,essa é a verdade!

    ResponderExcluir
  13. A LINHA DE INVESTIGAÇÃO:DIVIDA E MULHER; 15 TIROS ?

    ResponderExcluir
  14. Pode ter sido dívidas de agiotagem, como pode também ter mulher envolvida também, esse cabra era mulherengo também! Podia ter dado uma peruca de touro em alguém!

    ResponderExcluir
  15. Como a pessoa tem a certeza que o carro ultilizado no assasinato é o mesmo que estar no Daniel Gomes se nem placa foi citada. Esse acusador sera que nao tem nada a ver?

    ResponderExcluir
  16. Os agioatas da região aproveita a extrema precisão de algumas pessoas precisarem de dinheiro e mete a FACA, ou seja cobra juros abusivos, se fosse boa pessoa, não tinha tomado tantos tiros assim, vamos raciocinar pessoal, boa pessoa não era.
    Ass: PURA VERDADE

    ResponderExcluir
  17. Acho que aq ta cheio de agiotas muita gente defendendo.Concordo com um comentário aqui na página que diz:Se era boa gente pq morreu assim desta maneira brutal?Ninguém merece morrer nem Deus quer para nenhum de seus filhos.Mas quem não é misericordioso com o outro não terá a compaixão tb.Att aq tem gente defendendo agiotagem PURA VERDADE vc ta certíssimo(a)

    ResponderExcluir
  18. Você que fala em Deus em vão e na mesma hora fala que tem que morre e típico de comentário de devedor que deve estar devendo a muita gente seu canalha safado vai pagar suas dívidas e virar gente de bem

    ResponderExcluir
  19. Você que fala em Deus em vão e na mesma hora fala que tem que morre e típico de comentário de devedor que deve estar devendo a muita gente seu canalha safado vai pagar suas dívidas e virar gente de bem

    ResponderExcluir
  20. Não o conhecia! Mas a linha de taxas de juros atualmente hoje são bem mais baixas que as dos bancos! É agiota nenhum procura ninguém para oferecer empréstimos, geralmente são as pessoas que necessitam, que veem uma melhor vantagem que os procuram!!E os relatos que vejo das pessoas da cidade, é que o mesmo era uma excelente pessoa!!! Só no quesito mulher é que era famoso no ramo, isso tem mais jeito de um corno inconformado... Que mais cedo ou mais tarde será descoberto, ela assumirá o título é com certeza a mulher em questão não ficará com ele e assumirá uma terceira pessoa!! É ele pra sempre ficará com essa marca negativa na vida dele!! E ao repórter um conselho, vamos ser justo na elaboração dos textos!!!

    ResponderExcluir
  21. Isso pode ser algum cabeça de touro q matou o rpz

    ResponderExcluir
  22. Entendo pertinente a abordagem editoriál do verdinho.
    A agiotagem constitui crime de usura e contra o sistema Financeiro Nacional, sendo enquadrada em alguns desses crimes de acordo com a conduta praticada. É prática amplamente combatida pelo nosso ordenamento jurídico, tendo em vista resultar em lesão a diversas pessoas e muitas vezes gerar violência na cobrança das dívidas.


    Não são raras as vezes que agiotas cobram seus créditos através do uso da força, com ameaça de morte, espancamentos e até mesmo o cometimento de homicídio, além de tomarem por conta própria bens dos lesados, como geladeiras, televisões e demais utensílio domésticos.


    Sendo determinada pessoa vítima do crime, cabe à mesma denunciar a infração penal nos órgãos competentes, sendo que com isso o agiota irá sofrer a sanção penal estipulada, respondendo a processo criminal e podendo, ao final condenado, ser levado à prisão.


    Entretanto, na seara cível, conforme ficou demonstrado, é devido o pagamento do valor emprestado pelo agiota, sob pena de ocorrência de enriquecimento sem causa. Evidentemente que, tal devolução será sem a cobrança de juros ou no máximo com estipulação de juros de 12% ao ano.

    ResponderExcluir
  23. Sei que essa matéria é sobre a morte de Jefinho, pessoa muito querida em camamu, mas gostaria de deixar nesse site, que considero fazer jornalismo de verdade, a minha indignação e repúdio ao responsável pelo site CAMAMU ATUAL, Sr. Darque Correia, pela forma ditatorial com que trata as pessoas que fazem comentários no referido site.
    O Sr. Darque, posta o que bem quer e entende, fala mentiras e ataca pessoas, enquanto endeusa outras, segundo sua conveniência. Quando alguém vai comentar sobre uma matéria, questionando o seu conteúdo, o Sr. Darque exclui o comentário.

    Ora, se o site é um veículo de comunicação deve saber muito bem o significado da palavra CENSURA.
    os comentários postados por mim e outras pessoas , nada tem de ofensivo ou desrespeitoso, simplesmente, vão de encontro aos interesses políticos desse cidadão. Por último, ele restringiu os comentários somente para membros do blog. Isso é CENSURA! e é inimaginável no estado democrático de direito. Tudo isso porque eu e algumas pessoas descobrimos que a maioria das matérias são tendenciosas e tem por objetivo as conveniências políticas de um pequeno grupo a quem o Sr. Darque, pelo jeito, deve obediência. Queria reiterar que jamais fiz comentários desrespeitosos ou ofensivos, nem vi outras pessoas fazendo, sempre primando por um linguajar polido e educado. O que incomodou esse cidadão, que se auto intitula jornalista, foi o fato de provarmos com argumentos consistentes e verazes, que a maioria de suas ” materias” eram parciais, pessoais e tendenciosas.

    Agradeço à redação do site Diário de Camamu, pelo espaço democrático e livre de censura aberto aos que defendem uma imprensa séria e pautada pela verdade dos fatos.

    ResponderExcluir
  24. Sei que essa matéria é sobre a morte de Jefinho, pessoa muito querida em camamu, mas gostaria de deixar nesse site, que considero fazer jornalismo de verdade, a minha indignação e repúdio ao responsável pelo site CAMAMU ATUAL, Sr. Darque Correia, pela forma ditatorial com que trata as pessoas que fazem comentários no referido site.
    O Sr. Darque, posta o que bem quer e entende, fala mentiras e ataca pessoas, enquanto endeusa outras, segundo sua conveniência. Quando alguém vai comentar sobre uma matéria, questionando o seu conteúdo, o Sr. Darque exclui o comentário.

    Ora, se o site é um veículo de comunicação deve saber muito bem o significado da palavra CENSURA.
    os comentários postados por mim e outras pessoas , nada tem de ofensivo ou desrespeitoso, simplesmente, vão de encontro aos interesses políticos desse cidadão. Por último, ele restringiu os comentários somente para membros do blog. Isso é CENSURA! e é inimaginável no estado democrático de direito. Tudo isso porque eu e algumas pessoas descobrimos que a maioria das matérias são tendenciosas e tem por objetivo as conveniências políticas de um pequeno grupo a quem o Sr. Darque, pelo jeito, deve obediência. Queria reiterar que jamais fiz comentários desrespeitosos ou ofensivos, nem vi outras pessoas fazendo, sempre primando por um linguajar polido e educado. O que incomodou esse cidadão, que se auto intitula jornalista, foi o fato de provarmos com argumentos consistentes e verazes, que a maioria de suas ” materias” eram parciais, pessoais e tendenciosas.

    Agradeço à redação do Verdinho, pelo espaço democrático e livre de censura aberto aos que defendem uma imprensa séria e pautada pela verdade dos fatos.

    ResponderExcluir