terça-feira, 10 de outubro de 2017

Fazendas da família de Geddel são desocupadas no sudoeste da Bahia

As fazendas da família do ex-ministro Geddel Vieira Lima no sudoeste e no sul da Bahia, que foram invadidas por índios e integrantes de movimentos de lutas por terra, foram desocupadas. A informação foi confirmada ao G1 pelo advogado da família, como também pela Polícia Civil, nesta terça-feira (10). 

A ocupação mais longa, que durou 13 dias, ocorreu na Fazenda Esmeralda, que fica na zona rural do município de Itapetinga, no sudoeste da Bahia. Segundo o advogado Franklin Ferraz, oficiais da Justiça cumpriram mandado de reintegração de posse na sexta-feira (6). 

Ele diz que os oficiais foram acompanhados de forças militares, mas que a reintegração ocorreu de forma pacífica. O delegado Antônio Roberto Gomes da Silva Júnior, que atua na região, confirma que a reintegração ocorreu sem confrontos. A Fazenda Esmeralda estava ocupada desde o dia 23 de setembro por índios da tribo pataxó Hã Hã Hãe. Eles afirmavam que a terra era sagrada e pediam demarcação.

*G1/Bahia

Um comentário:

  1. PARA RESOLVER POBLEMA DE BANDIDO RICO A JUSTIÇA RESOLVE LOGO. SE FOSSE DE FAZENDRIROHONESTO ELA DEIXAVA OS INDIOS TOMAR POSSE, {vergonha}/////////

    ResponderExcluir