sábado, 21 de outubro de 2017

Índios que ocuparam fazenda da família de Geddel vão a Brasília pedir demarcação

Representantes da tribo pataxó Hãe-Hãe-Hãe, que após 13 dias de ocupação deixaram uma fazenda da família do ex-ministro Geddel Vieira Lima na Bahia, por determinação da Justiça, estiveram na sede da Fundação Nacional do Índio (Funai), em Brasília, e relataram que a propriedade está em área indígena e que esperam por demarcação. 

A visita dos representantes indígenas, que ocorreu na quarta-feira (17), foi confirmada ao G1 pela Funai. O órgão diz que os visitantes foram recebidos pela Coordenação de Identificação e Delimitação. A fazenda que é alvo do pedido se chama Esmeralda e fica no município de Itapetinga, no sudoeste da Bahia. 

Em resposta aos representantes indígenas, a Funai disse que não possuía no banco de dados nenhum registro sobre a terra e que, após relato recebido, fará um estudo da área. Em entrevista ao G1, o advogado da família Vieira Lima, Franklin Ferraz, disse que soube informalmente sobre a visita dos índios à Funai, mas destacou que até o momento a defesa não foi procurada pelo órgão.

Nenhum comentário:

Postar um comentário