sábado, 14 de outubro de 2017

Mãe de uma das crianças encontrada morta em SP é natural de Itabuna


Adriana Severo de Jesus, mãe de uma das crianças encontrada morta no interior de um veículo Fiorino branca de placa FIP-2230, de Ibiúna (SP) em um terreno baldio na zona leste de São Paulo, é natural da cidade de Itabuna, na Bahia. 

Adriana era mãe da pequena Adrielly Mel Severo Porto, de 3 anos. Em Itabuna ela já morou nos bairros Jardim Grapiúna, conhecido também como Favela do Bode, Pedro Jerônimo e Banco Raso.
Adriana já foi presa em setembro de 2009, em Itabuna, acusada de tráfico de drogas. Na época ela tinha 20 anos e estava grávida quando foi presa portando 27 pedras de crack e 7 buchas de maconha.

O caso

Adrielly Mel Severo Porto, de 3 anos e 8 meses, e uma menina identificada apenas como Beatriz foram encontradas mortas no interior de um veículo em um terreno baldio na zona leste de São Paulo. As duas estavam desaparecidas desde o dia 24 de setembro. 

Os corpos estavam em um furgão. A polícia já descobriu que o carro foi roubado em 2013 em Guarulhos, na região metropolitana de São Paulo. Foi o mau cheiro em um terreno abandonado onde o carro estava que chamou a atenção dos vizinhos. 
A delegada que investiga o caso do desaparecimento das meninas disse que nenhuma hipótese está descartada. Elas podem ter sido vítimas de assassinato ou de um acidente. 

“Talvez aí elas entraram para brincar em razão do carro, a tranca interna ser de difícil acesso, poderiam ter ficado presas, possibilidade, mas, por enquanto, não dá para dizer se houve um crime, se houve um acidente, depende dos laudos que vamos poder definir o que possa ter acontecido”, explicou a delegada Ana Lúcia Lopes Miranda. 

Link relacionado:
Presas, traficante e ladra dividem a mesma cela 

Nenhum comentário:

Postar um comentário