terça-feira, 31 de outubro de 2017

Moradores reclamam de infestação de escorpiões em Eunápolis


Os moradores do bairro Arnaldão, em Eunápolis, no sul da Bahia, estão preocupados com a infestação de escorpiões. Nas últimas três semanas, uma moradora de um condomínio do programa Minha Casa Minha Vida, encontrou sete escorpiões dentro de casa. Além disso, outras duas moradoras do bairro foram picadas pelo animal.

A dona de casa Dalília Correia é uma das moradoras que relatam o medo dos escorpiões. Foi ela quem capturou os sete animais dentro do imóvel . Agentes da prefeitura de Eunápolis estão na região orientando os moradores para evitar a infestação e picadas do animal.

Apesar das precauções, como sacudir as capas do sofá, afastar as camas da parede, verificar os lençóis e fronhas e tampar as frestas da porta com pano, Dalília fica alerta dentro de casa.

"Eu achei no banheiro, na sala, na cozinha, dentro do quarto, na porta da rua, em todos os lugares da casa", revelou Dalília.

Ninguém foi picado pelo animal peçonhento na casa de Dalília. Já outros moradores do bairro Arnaldão não tiveram a mesma sorte, como a emprega doméstica Maria D'Ajuda Nascimento. Ela foi picada na semana passada, enquanto estava colocando roupas na máquina de lavar.

"Dói demais. Eu fui para o Regional [hospital], eles me medicaram, fiquei em observação por seis horas e depois me liberaram. Fiquei 72 horas com a mão dormente", contou Maria.

Vizinha de Maria D' Ajuda, a aposentada Janete Ferreira também foi picada. Janete é cadeirante e estava se enxugando, quando foi picada. Ela foi medicada, mas diz que ficou preocupada.

"Eu tenho medo de ver o escorpião e não ter como me defender. Meus filhos estão assustados", revelou Janete.

Na rua do Contorno, a última do bairro Arnaldão, o carroceiro Alex Dias, encontrou um tronco com nove escorpiões. "Só neste pau encontrei nove, há menos de três dias. Em outro tronco encontrei oito", disse.

Quem for picado por um escorpião deve ir para o Hospital Regional, a única unidade de saúde de Eunápolis que tem o soro antiescorpiônico. Só neste ano, 165 pessoas deram entrada no hospital da cidade depois de terem sido atacadas pelo escorpião, sendo que 15 desses pacientes precisaram tomar o soro. Este ano não há registro de mortes. Para evitar escorpiões dentro ou perto de casa, o Centro de Controle de Zoonozes (CCZ) dá algumas orientações.

"As pessoas devem evitar acúmulo de materiais de construção, lixo, evitar que os sapatos fiquem em locais que esses animais possam entrar e também evitar sujeira para que não ocorra barata, que é o alimento do escorpião", alertou o veterinário e coordenador CCZ, Everton Rusciolelli.

Nenhum comentário:

Postar um comentário