sábado, 13 de abril de 2019

Com medo de greve dos caminhoneiros, governo recuou em aumento do diesel

O governo do presidente Jair Bolsonaro recuou no aumento do preço do diesel após ser pressionado por caminhoneiros, de acordo com a Folha. Segundo a publicação, a intervenção do Planalto na política de preços da estatal fez a empresa perder R$ 32 bilhões de valor de mercado ontem (13), na Bolsa de Valores. 

A crise foi vitaminada após Wallace Landim, conhecido como Chorão, um dos líderes dos caminhoneiros, avisar por mensagem aos ministros Onyx Lorenzoni, da Casa civil, e Floriano Peixoto, da secretaria-geral da Presidência, que os motoristas estavam com indicativo de greve. Onyx prometeu resolver. Por volta das 22h, Chorão soube por funcionários da Casa Civil que o Planalto havia suspendido o reajuste.

7 comentários:

  1. são todos caminhoneiros meus eu seu babacas que lutam por patão

    ResponderExcluir
  2. Não tou vendo nada pra melhor com bonsonario nada de bom disel gasolina álcool gas de cusinha tudo caro nada de redução

    ResponderExcluir
  3. A manchete está errada direcad do verdinho
    Governo nan recuou ele proibiu o aumento
    A imprensa deve ser imparcial

    ResponderExcluir
  4. Com medo não. Aí tá cendo Bolsonaro cumprindo o que diz

    ResponderExcluir
  5. mentira, ele tá com medo.

    ResponderExcluir
  6. Tremeu a base BOLSOCU? Kkkkkk

    ResponderExcluir
  7. Cabra macho melhor a empresa perde do que o povo.

    ResponderExcluir