quinta-feira, 18 de abril de 2019

Empresário que comercializava armas e munições na BA é preso


Denúncias anônimas levaram integrantes do 2º Pelotão da 33ª Companhia Independente da Polícia Militar (CIPM/Valença) a prender, na tarde desta terça-feira (16/04), o empresário Antônio Rocha Venceslau, 73 anos, acusado de ser responsável pela venda de armas artesanais e munição, no município de Presidente Tancredo Neves, a 251 quilômetros de Salvador. 

No local onde funcionava um armarinho, na avenida Wellington Nunes da Silva, no Centro do município, os policiais encontraram parte do armamento. “Ele nos revelou que na sua residência ainda estava guardada outra parte do material pronto para a venda. Nas buscas encontramos as peças escondidas em caixas e sacos”, informou o comandante da unidade, major Alexandre Costa de Souza. 

Seis espingardas de fabricação artesanal, 16 gatilhos para disparo das armas, 1.046 munições intactas de diversos calibres e 536 estojos de munições vazias, além de 215 quilos de chumbo granulado, 580 tubos plásticos contendo pólvora preta e 47 de mesmo material de cor branca, seis caixas de espoletas para espingarda artesanal e 34 para arma de caça foram encontradas com Antônio. 

O empresário foi encaminhado para a Delegacia Territorial de Presidente Tancredo Neves onde foi lavrado o flagrante por posse ilegal de arma de fogo, posse ilegal de munição de uso restrito e por venda de substância nociva a saúde.

Um comentário:

  1. ata, os brasileiros então só podem portar 4 armas da taurus ? para os filhos de bolsonaro ganhar propina com o comércio da morte!!

    ResponderExcluir